6 passos para acertar na escolha da carreira profissional

Escolher uma escola que se adapta ao perfil do estudante e trabalha o autoconhecimento estão entre os principais pontos a serem levados em consideração

6 passos para acertar na escolha da carreira profissional

Quem acha que tirar uma excelente nota no Enem ou passar no vestibularsão os maiores desafios para o aluno do Ensino Médio não percebe que a escolha da carreira profissional é um dos grandes motivos de estresse nos jovens. Mais do que ingressar na universidade, é preciso ter certeza de que o curso superior vai direcionar o estudante para a profissão que se adequa não apenas às competências desenvolvidas ao longo da formação, mas especialmente às expectativas sobre o futuro.

Sabendo dessa dificuldade, reunimos as seis principais dicas que todo estudante de Ensino Médio deve seguir para acertar nessa tomada de decisão:

1- Trabalhe o autoconhecimento.

De nada vai adiantar optar por um determinado curso superior com base em fatores externos como prioritariamente o ganho financeiro ou imposição de outras pessoas. A opinião dos pais e a tradição familiar podem e devem contribuir para a escolha da profissão, mas uma carreira só é bem-sucedida quando acompanhada de satisfação, prazer e realização pessoal durante a execução do trabalho.

Para isso, o estudante precisa conhecer a fundo as suas competências, afinidades e valores. Várias possibilidades podem ser apontadas ao longo do Ensino Médio, desde que a escola promova o diálogo e o debate e estimule o autoconhecimento – que também deve ser incentivado desde cedo pelos pais e aprimorado no ambiente escolar.

2- Escolha uma profissão que te deixe feliz.

O que mais encontramos por aí são profissionais extremamente frustrados por não terem seguido a carreira que sonhavam. Por isso, o segredo é procurar na futura profissão as características de trabalho que sejam agradáveis e combinem com o perfil do aluno, pois o sucesso financeiro está diretamente ligado à realização de um bom trabalho, independente da área de atuação.

3- Não descarte nenhuma área de atuação antes de pesquisá-la.

Afinal, ser bom em matemática não faz de alguém um excelente candidato a engenheiro. Antes de decidir por uma carreira tendo como base as competências que você mais se destaca em sala de aula, vale a pena pesquisar a fundo a realidade em torno dessa carreira: como é o curso universitário; qual a situação do mercado onde deseja atuar; quais as principais habilidades exigidas para executar um trabalho de excelência, etc. Tudo isso será fundamental para embasar a decisão de forma racional.

4- A dúvida é grande demais? Procure ajuda profissional!

A orientação vocacional é um passo importante quando a escolha da carreira não é feita naturalmente. Trata-se de um estudo pessoal que coloca o estudante em contato com os próprios gostos, aptidões e talentos. Já os testes vocacionais, mesmo que não sejam tão precisos, podem ser um bom ponto de partida, mas é importante que sejam aplicados por um profissional de confiança.

5- Não se renda à pressão.

Decisões tomadas de forma precipitada resultam em profissionais infelizes com a carreira. Ter muita calma nessa hora é um dos segredos para definir objetivos que sejam compatíveis com as competências pessoais. Além disso, de nada adiantará entrar na universidade logo após o 3º ano do Ensino Médio se o curso escolhido não for o que mais se encaixa no seu perfil e, acima de tudo, nos seus anseios para o futuro.

Se mesmo assim isso acontecer, nada de desespero! O retorno ao ambiente estudantil, em especial a instituições de ensino que se preocupam realmente com o aluno, é positivo e pode te ajudar a encontrar a melhor opção mesmo após o término do Ensino Médio.

6- Escolha uma escola que trabalhe o desenvolvimento pessoal.

Fazer um Ensino Médio consistente, focado na preparação para o Enem e vestibulares, é importante para uma carreira de sucesso. Mas estamos falando de uma escolha que vai interferir em todos os âmbitos da vida e o ambiente escolar deve instigar o aluno a também se desenvolver no âmbito pessoal, trabalhando competências como o autoconhecimento, a criatividade, o pensamento crítico e a empatia. Tudo isso dá ao aluno a segurança necessária para escolher o caminho profissional que deseja trilhar.

Com um projeto pedagógico focado no desenvolvimento sociointelectual, o Colégio Átrio traz um moderno aparato de ensino a Goiânia, baseado nos principais sistemas de avaliação de conhecimento do mundo, como o Poliedro e o PED – Programa de Excelência em Desempenho. A proposta do Átrio é elevar o aluno ao seu potencial máximo, tanto em habilidades técnicas, como competências pessoais, que são essenciais para as importantes tomadas de decisões que a vida exige.

O Colégio Átrio está situado na Rua T-53, n˚ 1.336, no Setor Bueno, e tem capacidade para atender 580 alunos da 1ª à 3ª série do Ensino Médio. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (62) 3285-7473 ou acesse o site colegioatrio.com.
Colégio Átrio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *