Na pecuária, as estratégias devem ser adotadas de acordo com meta de peso e acabamento de carcaça ao abate

Foto

Afirmação é do pesquisador científico Flávio Dutra Resende, que estará na Tecnoshow Comigo 2019

Com as quedas nas margens na pecuária e os custos aumentando, é necessário planejar investimentos para produzir de forma mais eficiente. O estabelecimento de estratégias nutricionais é uma forma de produzir com melhores resultados durante as fases de cria, recria e engorda. Isso é o que afirma o pesquisador científico Flávio Dutra de Resende, que ministrará a palestra ‘Estratégias nutricionais para animais e mercado da pecuária’ no dia 10 de abril, às 14 horas, no auditório 1 do Centro Tecnológico Comigo (CTC), em Rio Verde (GO). O debate faz parte da programação da Tecnoshow Comigo 2019.
Segundo o palestrante, serão abordadas as principais estratégias nutricionais a serem utilizados nas fases de recria e engorda a pasto, uso de confinamento de sequestro de bezerros, erros comuns na escolha de estratégias nutricionais e dimensionamento de cochos. A intenção, segundo ele, é mostrar também o que deve ser avaliado na hora de traçar estratégias nutricionais para os animais. “O estabelecimento da estratégia deve ser feito em função da meta de peso e acabamento de carcaça ao abate, com isso traçam-se as estratégias a serem usadas após a desmama até a entrada na fase de engorda (fase de recria), bem como as ações a serem usadas na terminação”, explica.
De acordo com Flávio, os cuidados vão desde a escolha do tipo de suplemento a ser usado em função do tipo de pasto e categoria animal, dimensionamento de cochos, tamanhos de lote e claro, a escolha errada do planejamento nutricional. “Hoje, O erro mais comum é o pecuarista, muitas vezes, suplementar mais o animal no período da seca e voltar o animal para sal mineral no período das águas. Neste caso ele acha que está economizando, porém, na maioria das vezes, o animal retarda o crescimento, fazendo com que os ganhos sejam baixos e o retorno do pecuarista baixo ou até negativo. Este será um dos pontos principais da minha apresentação na feira”, afirma.  Problemas de baixa nutrição O pesquisador enfatiza que o mercado consumidor quer uma carne mais macia e suculenta, porém o animal que está sendo produzido propicia uma carne mais dura e pouco suculenta. “Quem não se adequar ficará fora deste mercado. Os principais fatores que propiciam uma maior maciez da carne e suculência são reduzir a idade de abate e melhorar o acabamento e marmoreio da carne. Ou aumentamos o consumo per capta de carne e as exportações de carne ou o preço da arroba do boi vai ficar nos patamares atuais. Este ponto é muito importante para o sucesso dos negócios para dentro e fora da porteira”, diz.
Flávio Dutra ResendeÉ graduado em zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), com mestrado e doutorado em Zootecnia também pela UFV na área de produção de ruminantes. É pesquisador científico e diretor técnico do Polo Regional da Alta Mogiana, da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (SAA). É professor convidado do Programa de Pós-graduação em Zootecnia da FCAV-Unesp, Campus de Jaboticabal e Bolsista de Produtividade do CNPq. Coordenador do projeto ¨Sistema de produção do Boi 777¨. Trabalha com pesquisa e divulgação de resultados na área de produção de bovinos de corte, atuando principalmente em sistemas de produção e nutrição de bovinos de corte, com ênfase em suplementação, aditivos, confinamento, avaliação de carcaça e qualidade de carne. 
Sobre a TECNOSHOW COMIGOHá 18 anos nasceu o conceito da feira de tecnologia rural, que logo passou a ser um referencial em todo o Centro-Oeste. A cada edição, a feira, hoje denominada Tecnoshow Comigo, não só apresenta experiências tecnológicas realizadas por diversas instituições de pesquisa, de ensino e outras empresas que auxiliam o produtor rural, mas reúne expositores de grandes segmentos do setor agropecuário, em uma área montada em 60 hectares com completa infraestrutura. Mais informações em www.tecnoshowcomigo.com.br.
FICHA TÉCNICA18ª TECNOSHOW COMIGOData: 08 a 12 de abril de 2019 (segunda a sexta-feira)Local: Centro Tecnológico COMIGO (CTC) – Rio Verde – GO (Anel Viário Paulo Campos, Km 7, Zona Rural)Horário: 8 às 18 horasServiço: Geração e Difusão de Tecnologias Agropecuárias, Exposição de Máquinas e Equipamentos, Palestras, Exposição de Animais e Dinâmicas de Pecuária. Site: www.tecnoshowcomigo.com.br | Twitter e Instagram: @tecnoshowcomigo
INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSAAssessoria de Comunicação da COMIGOWêuller Freitas – (64) 3611-1522 / 99627-9897Bruno Kamogawa – (64) 3611-1690 / 99282-2213Samir Machado – (64) 3611-1647 / 99941-2288
Voltz Comunicação – Assessoria de imprensa da TECNOSHOW COMIGOjornalismo@voltzcomunicacao.com.brRenan Rigo – (62) 98522-6645 – renan@voltzcomunicacao.com.br

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.