Dia Mundial de combate às meningites é celebrado nesta quarta-feira

Objetivo da data é destacar a importância da vacinação contra a doença

No Dia Mundial de Combate às Meningites, a Secretaria de Saúde de Goiás (SES-GO) faz um alerta sobre a importância da vacinação para crianças e adolescentes. As doses da vacina Meningocócica conjugada grupo C, que protege contra o sorotipo Tipo C, um dos tipos mais graves, está disponível nos postos do Estado para crianças de 3 meses a 1 ano de idade e adolescentes de 11 a 14 anos.

A coordenadora de Ações em Imunizações da Gerência de Imunização e Rede de Frio da SES-GO, Joice Dorneles, orienta que as pessoas dos grupos prioritários que ainda não se imunizaram contra a doença tomem a vacina Meningo C. Ela acrescenta ainda que “a dose da Meningo C pode ser tomada durante a Campanha de Vacinação contra a Influenza, que também tem o objetivo de atualizar o cartão de vacinação”.

O Ministério da Saúde (MS) define que no esquema vacinal seja ofertada a vacina Meningocócica conjugada grupo C, que protege contra o sorotipo C. Indiretamente há outras vacinas que protegem contra a meningite, como a BCG, Hib (Haemophilus influenzae B), pneumocócica 10 valente, entre outras. Recentemente, o MS anunciou a proposta de ampliar ainda mais a vacinação contra meningite, disponibilizando as doses da vacina que protege contra outros três tipos de meningite (AWY), além da C.

Situação epidemiológica

Neste ano, 35 pessoas residentes em diferentes municípios goianos contraíram meningites, que podem ter diferentes causas, como vírus, bactérias e fungos. Desse grupo, seis morreram. Os registros da SES-GO também informam que em 2017 foram confirmados 217 casos, com 29 óbitos. Já no ano passado, houve a notificação de 214 casos, que resultaram em 30 mortes.

A doença

As meningites são inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Elas podem ser causadas por diferentes agentes etiológicos, como bactérias, vírus, fungos e parasitas. As meningites bacterianas e virais são as mais importantes, do ponto de vista de saúde pública, pela magnitude de sua ocorrência e potencial de produzir surtos.

O Dia Mundial de Combate às Meningites também tem o objetivo de incentivar a procura imediata do serviço de saúde nos casos de suspeita da doença; mobilizar os profissionais de saúde quanto ao monitoramento da situação epidemiológica das meningites no Estado; realizar medidas de controle e prevenção disponibilizadas pelos serviços de saúde; atualizar a carteira de vacinação e detectar precocemente surtos de doença meningocócica e meningite viral.

Sintomas

As meningites têm como principais sintomas início súbito de febre, dor de cabeça, rigidez na nuca, mal-estar, náusea, vômito, fotofobia e confusão mental. Alguns sinais mais graves podem aparecer, entre eles, convulsões, delírios, tremores e coma.  Em recém-nascidos e bebês, alguns dos sintomas podem estar ausentes ou são difíceis de serem percebidos. O bebê pode ficar irritado, alimentar-se mal ou parecer letárgico ou sem resposta a estímulos. Também podem apresentar a fontanela (moleira) protuberante ou reflexos anormais.

Esquema vacinal da Meningo C, disponível no SUS

1ª dose: 3 meses de idade

2ª dose: 5 meses de idade

Reforço 1: 12 meses de idade

Reforço 2 ou dose única: 11 a 14 anos de idade

Cobertura Vacinal em Goiás

Crianças de 3 meses a 1 ano de idade (2018): 86,19%

Crianças de 3 meses a 1 ano de idade (2019): 82,39%

Adolescentes de 11 a 14 anos de idade (2018): 41,5%

Adolescentes 11 a 14 anos de idade (2019): 34,6%

Para mais informações sobre a meningite acesse aqui.

Mais informacões: (62) 3201-3784 / 3201-3816 / 3201-3811

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás