Churrasco ou feijoada: Aprenda a calcular o orçamento para o seu evento em casa

A feijoada pode ser uma opção econômica para o seu evento, por ser bem mais rentável que o churrasco

Final de semana chega e já dá vontade de reunir os amigos e fazer uma festinha. Seja só uma reunião informal ou uma grande comemoração, a preocupação quase sempre fica por conta da comida. Entre os eleitos para matar a fome dos convidados, dois favoritos estão entre as escolhas dos brasileiros: churrasco e feijoada. Entretanto, é importante ficar de olho aberto para economizar o máximo possível. Não sabe qual é a opção mais barata? Então descubra qual dos dois vale mais a pena na hora de fazer seu evento em casa.

Quanto mais carnes, mais gastos

Carnes não são baratas. É fato que tanto a feijoada quanto o churrasco usam muitas carnes, mas há uma diferença crucial: a feijoada leva na sua receita carnes que não são consideradas nobres do porco (pé, orelha, barriga, bacon, linguiça e paio), além dos tradicionais lombo, costela e carne seca. Já um churrasco de qualidade pede carnes como alcatra, picanha e filé mignon, além de frango, carne de porco e linguiça. Essas opções pesam mais no bolso, e isso deve ser lembrado antes de decidir qual comida preparar. Também não esqueça que, no caso do churrasco, ainda é preciso pensar no gasto com carvão e álcool.

Hora de ir para a cozinha

A feijoada demanda mais trabalho, devido ao processo de dessalgamento das carnes e o preparo do feijão e de acompanhamentos, como arroz, couve, farofa. Entretanto, você não terá que se preocupar com ela na hora do evento. Já o churrasco não te exige nenhuma habilidade na cozinha, pois ele é feito e temperado na hora. Você só precisa fazer os acompanhamentos, que costuma ser o tradicional molho à campanha, farofa, maionese e arroz.

Churrasqueiro é necessário para o preparo do churrasco

O churrasco tem um fator determinante: só é bom se for feito na hora. Por isso, é necessário que alguém fique na churrasqueira – e isso quer dizer que você ou um dos seus convidados terão que assar as carnes, dando mais trabalho e demandando mais energia. Se você não quiser abrir mão da diversão pode contratar um churrasqueiro profissional ou um buffet, mas isso significa desembolsar mais ainda. A feijoada leva vantagem nesse ponto, já que ela só precisa ser feita uma vez e no máximo esquentá-la com o passar do tempo.

Bota água no feijão

Se o assunto é rendimento, a feijoada permanece em primeiro lugar. Primeiro porque o caldo do feijão é muito rentável, e segundo porque dificilmente as pessoas comem apenas a feijoada, quase sempre optando por acompanhamentos como arroz, farofa e couve. Já o churrasco é constantemente “beliscado” antes mesmo de chegar à mesa dos convidados, e muitos deles irão comer apenas as carnes, sem acompanhamento. Além disso, as pessoas tendem a ficar mais satisfeitas com um ou dois pratos de feijoada – em contrapartida ao churrasco, na qual as pessoas costumam ir comer várias vezes.

Saiba quanto tempo vai durar o seu evento

Quanto tempo você quer que o seu evento dure? Isso é uma coisa importante na hora de pensar em qual das opções escolher. A feijoada costuma deixar as pessoas mais satisfeitas e, principalmente, mais sonolentas. Por isso, é interessante colocá-la como prato principal de um almoço ou evento de curta duração diurno. Já o churrasco pode durar horas a fio, independente do período do dia. No fim, a sua escolha vai depender de quais são os seus objetivos com o evento.

Por casapraticaqualita.com.br

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás