Três R’s da sustentabilidade: aprenda a reduzir, reutilizar e reciclar

Reutilizar é um dos três R’s da sustentabilidade e você pode fazer isso de diversas maneiras, como reaproveitando garrafas pet para fazer vasos e jardineiras em casa

O primeiro passo para ajudar o planeta e preservar o meio ambiente é modificar os nossos próprios hábitos e buscar um estilo de vida mais consciente. Só que, para tirar essa ideia do papel, é importante realmente realizar mudanças na rotina. O três R’s da sustentabilidade (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) servem justamente para dar um norte nesse sentido, ajudando as pessoas a terem hábitos mais sustentáveis. Quer aprender a implementar a filosofia dos três R’s em casa? Nós separamos dicas bem simples que podem ser colocadas em práticas agora mesmo. Confira!

Reduzir o desperdício e o consumo excessivo é um hábito que todos deveriam adotar

Para começar um estilo de vida sustentável, você deve se comprometer em cumprir pelo menos o primeiro dos R’s: reduzir o desperdício (de alimentos, por exemplo) e o consumo exagerado (inclusive de roupas, bolsas e outros itens pessoais). O que muita gente esquece é que o consumo desenfreado é um grande vilão do meio ambiente – pois, quanto mais itens são comprados, mais lixo é gerado.

Por isso, uma boa dica para quem quer ajudar a natureza é procurar reduzir em todos os sentidos. Na hora de fazer as compras do mês, por exemplo, certifique-se que você está comprando a quantidade certa de alimentos – desde frutas e legumes até sacos de arroz, feijão e macarrão. Uma das piores coisas é quando compramos itens demais e, por conta disso, eles acabam estragando com o tempo. Ou seja, há um grande desperdício de dinheiro e de recursos. A nossa dica é se planejar, fazer uma lista certinha de compras e tomar cuidado para não exagerar no consumo. Já é um ótimo começo para ajudar o planeta, pode apostar!

Reutilize potes, copos, garrafas e outros itens que possam ser reaproveitados

A lógica de reutilizar itens como potes de vidro, garrafas, copos – e até mesmo papéis como rascunho – também deve fazer parte da nova rotina sustentável. Você pode reutilizar potes de geleia ou palmito para fazer porta-trecos, luminárias e até para armazenar temperos e outras comidas. A embalagem do requeijão, por sua vez, vira um excelente copo de medidas (útil para preparar bolos e outras receitas). Outra dica interessante é usar o pote de sorvete para congelar comida e cumprir outras funções, como organizar itens na despensa ou produtos de limpeza e até para cultivar hortaliças e temperos (funcionando como um tipo de vaso de jardim).

Enfim, existem inúmeras formas de reutilizar itens que iriam para o lixo – inclusive xícaras quebradas e garrafas pet, que podem ser usadas de formas diferentes na decoração (como vasos ou porta-lápis, por exemplo). Você também pode reutilizar restos de comida para fazer receitas novas. Sobras de arroz, por exemplo, podem ser usadas para preparar bolinhos, risotos e por aí vai. Basta usar a criatividade para renovar e reinventar funções para os alimentos e diferentes itens. É um hábito bem divertido e ajuda muito o meio ambiente, pode apostar!

Reciclagem garante a transformação de lixo em novos produtos

O processo de reciclagem consiste na transformação de materiais usados em produtos novos – garantindo, assim, o reaproveitamento de itens e uma produção menor de lixo. Bonito, né?

Só que esse talvez seja o “R” mais difícil de implementar no dia a dia, pois – além de separar corretamente o lixo – você também precisa conferir se existe (ou não) coleta seletiva no local em que mora – alguns prédios, por exemplo, ainda não contam com esse tipo de serviço. O lado bom é que, mesmo que não haja no seu prédio, você pode fazer o serviço por conta própria. Basta separar o lixo e encaminhar tudo a um posto de reciclagem pessoalmente. Apesar de ser uma atitude pequena, vai fazer total diferença para o planeta!

Além de separar os itens pelas categorias “plástico”, “papel”, “vidro” e “orgânicos”, também é importante descartar pilhas, baterias, termômetros e lixos eletrônicos separadamente. Esses itens são tóxicos e não podem entrar em contato com o solo ou com o lençol freático. Por isso, devem ser encaminhados para um aterro sanitário específico. O óleo de cozinha também deve ser descartado de forma diferenciada – a nossa dica é depositar o óleo usado em uma garrafa pet e, então, levar até um posto de reciclagem apropriado. Seguindo a filosofia dos três R’s da sustentabilidade você vai ajudar muito o planeta. Então corre para colocar tudo em prática!

Por casapraticaqualita.com.br

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás