Quais as diferenças entre os tipos de ração? Saiba como sempre oferecer uma boa alimentação para o seu pet

Para uma alimentação balanceada, fique de olho nos nutrientes e nas indicações da ração do seu pet

Na hora de escolher a ração para o seu pet, você já deve ter percebido que existe uma série de produtos no mercado que se diferenciam desde o sabor até a indicação de idade, e isso pode acabar gerando uma certa confusão na nossa cabeça. Afinal, quais são suas principais diferenças? Assim como a nossa alimentação, os nossos bichinhos também precisam de nutrientes e vitaminas balanceadas em cada fase do crescimento que são proporcionadas de acordo com cada ração. Quer saber como escolher a melhor para o seu amigo? Nós explicamos as principais diferenças entre os tipos de ração!

Ração premium possui o melhor em custo x benefício para o seu pet

O que diferencia as categorias de rações (econômica, standard, premium e superpremium) é, basicamente, o nível de nutrientes e o tipo de composição dos grãos — se é vegetal ou animal — que vão influenciar diretamente no preço do produto. Se você está buscando pela melhor relação custo e qualidade, a premium é a melhor saída para a alimentação do seu bichinho. Tanto para cães quanto para gatos, ela é considerada uma ração de primeira qualidade com componentes puramente de origem animal, que garantem uma nutrição completa e uma melhor digestão a um preço acessível. Não é o combo perfeito?

Além da premium, você encontra as rações econômicas que são as mais baratas do mercado, mas isso porque os seus componentes tendem a ser apenas de base vegetal, e por isso não são tão nutritivas quanto as premium. As standard são mais caras que as econômicas, mas ainda acessíveis. Em termos nutricionais, elas são intermediárias por terem componentes de origem animal e vegetal. Já as superpremium são as mais caras por conta do seu alto valor proteico capaz de reduzir o odor e a quantidade de fezes.

Fique de olho no porte da raça e na idade do seu amiguinho

Outra variação das rações é quanto ao porte e a idade do seu pet. Logo na embalagem vem a indicação se é para filhotes, adultos, seniores, porte grande ou pequeno. E é muito importante ficar atento a essa característica, viu? Os gatos filhotes, por exemplo, devem se alimentar de uma ração rica em aminoácidos porque o sistema imunológico ainda está em desenvolvimento. Já os adultos (entre 7 e 10 anos) precisam de uma ração mais balanceada e não muito calórica. No caso dos cães, é também importante ficar de olho nas diferenciações de porte pequeno, médio e grande. Afinal, não pode faltar energia e nutrição para nenhum deles!

Você sabe a diferença entre as rações úmidas e secas para gatos?

No caso dos gatinhos, existe ainda mais uma característica para prestar atenção. Você pode turbinar a alimentação do seu amigo com a ração úmida, que apresenta outras vantagens para a dieta. Ela pode ser mais benéfica principalmente em relação à hidratação devido a maior quantidade de água e é ótima para filhotes ou gatinhos idosos. Mas é importante não fazer uma alimentação toda em ração úmida ou seca. O legal é implementar as duas na rotina!

Animais castrados precisam de uma atenção a mais na alimentação

Ao serem castrados, os animais tendem a mudar alguns de seus hábitos alimentares. É comum que eles passem até a comer mais do que é o normal. Por isso, é essencial encontrar uma ração indicada para essa condição, principalmente para impedir que o seu bichinho ganhe quilos a mais. As rações para animais castrados são ricas em fibras e nutrientes que ajudam a prevenir a obesidade, além de ajudar no tratamento pós-operatório.

Por casapraticaqualita.com.br

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás