Aviação: Extravio de bagagem. Saiba quais os seus direitos e como prevenirmos

Com certeza, você já se preocupou com os riscos de ficar sem sua mala durante uma viagem. Afinal, é um grande pesadelo chegar ao seu destino e descobrir que os seus pertences não chegaram. Porém, o mais importante nessa hora é manter a calma e entender como resolver o imprevisto. Até porque, quando ocorre o extravio de bagagem, muitas perguntas passam pela sua cabeça.

Por isso, vamos mostrar o que é bagagem extraviada, outros tipos de problemas com bagagem, os seus direitos e como prevenir incidentes. Assim, é possível tomar as precauções necessárias e evitar que um imprevisto estrague a sua viagem.

O QUE É BAGAGEM EXTRAVIADA?

Muita gente ainda pode se confundir com o que é bagagem extraviada. Se você nunca passou por esse problema, vamos explicar aqui. Após fazer o check-in no balcão da companhia aérea e despachar a bagagem, a sua mala se torna de completa responsabilidade da empresa.

Então, chega o momento do desembarque e você só quer pegar sua mochila o mais rápido possível para deixar o aeroporto. Mas você fica esperando na esteira e nada da mala aparecer. Nesse período, os outros passageiros pegam seus pertences, vão embora e você tem a certeza de que sua mala não chegou.

Obviamente, as empresas aéreas tomam todas as precauções necessárias para não haver extravio de bagagem. Entretanto, podem ocorrer eventuais incidentes no transporte. Isso não significa que a mala foi perdida. Como toda bagagem é identificada com etiquetas, ela é rastreada e, quando encontrada, será enviada para o destino correto.

MINHA MALA NÃO CHEGOU. E AGORA?

Mas, depois de saber o que é bagagem extraviada, você deve estar pensando o que fazer quando isso acontecer. Como primeiro passo, você deverá procurar um funcionário da empresa aérea antes de sair da sala de desembarque. É necessário apresentar o comprovante de despacho da bagagem. Normalmente, ele é anexado ao cartão de embarque durante o procedimento de check-in. Por isso, não se esqueça de guardá-lo.

Depois, você precisará preencher o Registro de Irregularidade de Bagagem (RIB). Neste relatório, você descreve as características da mala (cor, marca, tamanho etc.). Além de informar objetos únicos presentes na mochila, que podem facilitar o processo de identificação.

Feito isso, com o protocolo em mãos, você pode acompanhar o andamento da busca pela mala. Esses procedimentos são realizados para o extravio de bagagem em viagens nacionais e internacionais. 

Após o registro da reclamação, há um tempo para sua mala ser encontrada. Quando a bagagem for localizada, a empresa a devolverá para o endereço informado. Ultrapassado o prazo de 7 dias (no caso de voos domésticos) ou 21 dias (voos internacionais), a companhia aérea entrará em contato em até 7 dias para procedimentos de indenização.

SE A BAGAGEM NÃO FOR ACHADA?

Quando você estiver fora do seu domicílio, eventuais despesas imediatas relacionadas ao extravio de bagagem serão reembolsadas. Mas tudo dentro dos limites estabelecidos pelo contrato de transporte aéreo e desde que apresentados os devidos comprovantes.

Isso garante que você tenha acesso a itens básicos, como roupas e produtos de higiene pessoal. Só é necessário se atentar aos valores de reembolso definidos pelas aéreas, que podem variar se for uma viagem internacional.

Para saber mais informações sobre bagagem extraviada, clique aqui.

EXTRAVIO DE BAGAGEM NO BRASIL

O volume de malas extraviadas no país está bem abaixo da média mundial. Nas empresas associadas à ABEAR, a média é de três processos administrativos por extravio a cada mil passageiros. A Europa é o continente com o maior índice de extravio: nove volumes a cada mil passageiros.

BAGAGEM DANIFICADAS OU VIOLADAS

Outros incidentes também podem ocorrer no transporte além do extravio de bagagem. Por exemplo: os casos de malas danificadas ou violadas, com rodas deterioradas, suportes ou fechos quebrados e tecido rasgado.

A primeira coisa a ser feita nesta situação é avaliar se o dano não é decorrente do desgaste natural da bagagem. Caso o problema seja por causa do transporte, ou, ainda, se a mala parecer mais leve ou apresentar sinais de violação, você tem até 7 dias para fazer a reclamação junto à companhia.

A recomendação, no entanto, é que, sempre que possível, o aviso seja feito antes da saída da sala de embarque. Assim, a bagagem poderá passar por inspeção e pesagem na presença de um representante da empresa.

Para evitar possíveis problemas com bagagens danificadas ou violadas, confira 5 dicas úteis:

  • Não abarrote a mala a ponto de forçar o zíper.
  • Evite viajar com a mochila danificada, pois ela pode quebrar ou romper-se durante o transporte.
  • Cuidado para o excesso de peso não causar danos na mala. Quer saber mais sobre excesso de bagagem? Leia aqui.
  • Retire os acessórios removíveis antes de despachar a bagagem. Isso porque eles podem se soltar nos momentos de manuseio e acomodação no porão da aeronave.
  • Fotografe sua bagagem antes da viagem por precaução.

ARTIGOS ESQUECIDOS NO AVIÃO

Esquecer algo a bordo do avião se torna cada vez mais normal por causa da pressa e correria do dia a dia. E como proceder se tiver deixado algum pertence na aeronave? Em geral, as companhias aéreas seguem procedimentos para armazenar os itens perdidos para você conseguir recuperá-los posteriormente. Mas não há um padrão comum.

Se você notar a falta de algum objeto, o ideal é procurar um dos funcionários da companhia na área de desembarque, antes de sair do aeroporto. Se já tiver deixado o local, você pode voltar e falar com o serviço de bagagens ou entrar em contato com a aérea pelo telefone para comunicar a perda.

Porém, caso demore para perceber que esqueceu algo no avião, você deve se informar diretamente com o serviço de achados e perdidos do aeroporto de destino.

Importante: Se a sua bagagem for furtada ou roubada no aeroporto, você deve registrar a ocorrência com a autoridade policial.

COMO EVITAR PROBLEMAS COM A BAGAGEM

Para não ter que remediar, você pode se prevenir contra possíveis problemas. Veja recomendações valiosas para tornar sua viagem mais tranquila.

  • Se a viagem for curta, só a mala de mão pode ser suficiente. Assim, você não corre o risco de extravio de bagagem e pode sair mais rápido do aeroporto. Para saber mais informações sobre bagagem de mão, confira aqui.
  • Chegue com antecedência ao aeroporto e não faça check-in em horário próximo ao embarque. Despachar a mala em cima da hora aumenta a possibilidade de extravio de bagagem, porque sua mochila pode não chegar ao bagageiro a tempo.
  • Não é aconselhável transportar objetos de valor e eletrônicos na bagagem despachada. É preferível levar na mala de mão. Mas, se for necessário, em algumas empresas, há a possibilidade de fazer uma declaração de valor do bem despachado no check-in.Nesse caso, a empresa pode checar a existência do bem e solicitar a nota fiscal que comprove o valor. Além disso, pode cobrar uma taxa para se responsabilizar pelo transporte.
  • Lacre o zíper da bagagem com cadeado ou lacre plástico.
  • Fixe na mala uma etiqueta com dados pessoais (nome, telefone e endereço). Personalize também suas bagagens com adesivos e fitas coloridas. Isso ajuda na identificação na esteira e diminui a chance de outro passageiro pegá-la por engano.
  • Coloque uma etiqueta com os dados pessoais também dentro da mala, em local visível. Será uma segurança extra.
  • O serviço de plastificação de malas, oferecido na maior parte dos aeroportos, é uma boa medida para proteger sua bagagem.
  • Prepare-se para imprevistos. Leve uma muda de roupa e itens de higiene pessoal na bagagem de mão.

Se quiser mais detalhes para descomplicar sua viagem, confira as regras e orientações para a bagagem despachada.

Por abear.com.br

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás