6 dicas de segurança alimentar para nunca passar mal com a comida que você prepara

Higienizar os vegetais corretamente é importante não apenas para remover sujeiras, mas também para retirar o excesso de agrotóxicos

Você sabia que, além de tomar cuidado com os utensílios de cozinha (como facas e eletros), também é importante cuidar dos alimentos? Isso mesmo, existe um manual de segurança alimentar que todos deveriam seguir. A ideia é justamente garantir que frutas, legumes, verduras, grãos, leguminosas e por aí vai estejam sempre bem conservados e recebam a forma de preparo correta. Para saber mais sobre o assunto, nós conversamos com a nutricionista Patrícia Brotherhood, que é especializada em Gestão de Qualidade e Segurança de Alimentos. Dá uma olhada nas dicas certeiras que ela deu!

1. Guarde carnes e frutos do mar crus separadamente

Quando o assunto é segurança alimentar, um dos pontos mais importantes é saber armazenar os alimentos de forma correta. Carnes e frutos do mar crus, por exemplo, devem ser sempre guardados em recipientes separados, longe dos alimentos cozidos. Caso isso não aconteça, são grandes as chances de ocorrer uma contaminação cruzada – quando as bactérias e microrganismos presentes na carne crua se espalham por outros alimentos já cozidos.

Esse é um dos maiores perigos que tem, sabia? Infecções alimentares e doenças como a toxoplasmose são causadas, na maioria das vezes, devido à contaminação de alimentos crus. Ou seja, todo cuidado é pouco. A nossa dica é sempre guardar carnes cruas em potes separados (devidamente isolados) e dentro do freezer, de preferência.

2. Lave bem as mãos antes de cozinhar

Essa dica parece óbvia, mas sempre vale a pena lembrar! Antes de mexer nos alimentos e começar a cozinhar, é fundamental lavar muito bem as mãos. Assim, você garante que possíveis sujeiras e microrganismos não alcancem a comida, trazendo mais higiene para o ambiente de cozinha. Bem simples, né?

3. Frutas e vegetais podem (e devem) ser armazenados na geladeira

Você sabia que também tem um jeito certo de guardar os vegetais? De acordo com a nutricionista Patrícia Brotherhood, a geladeira é uma grande aliada nesse quesito. “Frutas e vegetais precisam ser armazenados em temperatura de geladeira para durarem mais tempo. Em baixas temperaturas, o processo de maturação é mais lento, a ação dos microrganismos é menor e a perda de água do vegetal ou da fruta é mais gradual. Assim, o alimento terá maior durabilidade”, explica a profissional.

4. Higienize e deixe os vegetais de molho com bicarbonato de sódio

Também é importante lavar bem os vegetais (o que inclui frutas, legumes, verduras e diferentes tipos de folhas). Muita gente pensa que a higienização dos alimentos serve apenas para eliminar possíveis sujeiras e pequenos insetos. No entanto, esse hábito é importante por fatores bem mais essenciais: ao lavar e deixar os vegetais de molho no bicarbonato de sódio, é possível reduzir consideravelmente a quantidade de agrotóxicos. Depois de deixar os alimentos de molho por alguns minutos e enxaguar você já pode partir para o preparo, não tem erro!

5. Grãos de arroz, farinha, feijão e açúcar devem ser guardados em potes herméticos

Um problema que muita gente enfrenta na cozinha é a presença das traças – aqueles insetos que adoram invadir potes de arroz, farinha, feijão, açúcar e outros grãos. Mas você sabia que tem uma dica ótima para fugir disso? Basta armazenar os alimentos em potes de vidro herméticos, de modo que os grãos fiquem completamente isolados e protegidos contra agentes externos. A nutricionista complementou dando outra sugestão importante:

“O correto é armazená-los (grãos de arroz e feijão) em um local limpo, fresco e arejado com algum distanciamento das paredes. É importante também prestar atenção nas datas de validade na hora de arrumar a despensa. O correto é deixar os alimentos com data de validade mais à mão para serem usados primeiro”, explica a profissional.

6. Congele comidas e alimentos pré-preparados

Congelar marmitas e alimentos é uma boa dica para quem não gosta de cozinhar todo dia. Ao fazer isso, você garante que os alimentos não estraguem e tenham uma vida útil bem maior. De acordo com a nutricionista, essa realmente é uma dica importante para a segurança dos alimentos. “É necessário fazer o pré-preparo: retirar da embalagem, lavar/ higienizar e colocar o conteúdo em um recipiente fechado de preferência. Coloque também a data em que foi congelado para não se esquecer depois”, finaliza Patrícia.

* Patrícia Brotherhood é formada em Nutrição pela UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro) e possui especialização em Gestão de Qualidade e Segurança de Alimentos

Por casapraticaqualita.com.br

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás