Em setembro, a Volks Wagen alcançou a marca de 100 mil Virtus produzidos no Brasil

A Volkswagen do Brasil está em festa! O sedã Virtus acaba de chegar à marca de 100 mil unidades produzidas na fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo – SP. A versão que representa essa conquista é um Virtus Highline na cor “azul night”.

Lançado em janeiro de 2018, o Virtus logo caiu no gosto não só dos brasileiros como do público de toda a América Latina. O sedã, inclusive, se tornou símbolo daquilo que a marca chama de “Nova Volkswagen” que está sendo construída.

Desenvolvido no Brasil, o Virtus foi responsável por introduzir inovações tecnológicas relevantes, como o Manual Cognitivo – ferramenta que substituiu os enfadonhos manuais de proprietário por um mais atrativo e interativo.

Além disso, o Virtus ostenta o orgulho de ser o primeiro carro do mundo a utilizar a inteligência artificial IBM Watson, capaz de responder perguntas sobre detalhes do veículo.

Sedã Virtus – as razões do sucesso

Sucesso, no mercado automotivo, pressupõe vendas. E neste quesito, o Virtus tem um desempenho para lá de vitorioso. Hoje, no mercado brasileiro, ele está na vice-liderança nas vendas varejo entre os sedãs compactos.

Mas sucesso vai além de vendas apenas. Um carro bem-sucedido alia ainda prêmios e reconhecimentos importantes. E nisso, modéstia à parte, o Virtus é literalmente campeão. Só em 2018, foram 22 prêmios conquistados – o que o tornou o carro mais premiado do Brasil no ano.

Neste vasto rol de prêmios, estão alguns dos mais renomados da imprensa especializada do Brasil, como “Carro do Ano 2019”, da revista Autoesporte; “Melhor Compra” e “Os Eleitos”, da revista Quatro Rodas; e “Melhores do Ano”, do Jornal do Carro.

Além dos prêmios, o Virtus se destaca também em outra área de avaliação bastante relevante ao mercado automotivo: o dos testes comparativos. Ao todo, desde 2018, o modelo já venceu 29 testes, superando concorrentes de diversas marcas.

Sucesso são vendas, sucesso são prêmios, mas sucesso também é sinônimo de rompimento de fronteiras. E, neste ponto, O Virtus se destaca ao integrar o terceiro lugar no ranking de carros da Volkswagen mais exportados.

Presente em 10 mercados da América Latina (Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Paraguai, Uruguai, Curaçau, Costa Rica e México), a promessa do Virtus para 2019 é enviar – só para o mercado mexicano – cerca de oito mil unidades do modelo.

Entendeu por que já são 100 mil Virtus produzidos no Brasil? Compreendeu por que tanto sucesso?

Por sagavw.com.br

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás