SP: Parceria com Prefeitura de Praia Grande garante emprego a 200 reeducandos

Parceria com Prefeitura de Praia Grande garante emprego a 200 reeducandos

Convênio com duração de um ano prevê a atuação dos sentenciados na limpeza e na manutenção de vias públicas da cidade

Desde agosto de 2019, parceria firmada entre a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) e a Prefeitura de Praia Grande, na Baixada Santista, tem garantido emprego a reeducandos que cumprem pena em regime semiaberto no Centro de Progressão Penitenciária “Dr. Rubens Aleixo Sendin”, em Mongaguá. Com o convênio de um ano, 200 sentenciados serão beneficiados pelo programa.

Os detentos trabalham na limpeza e na manutenção de vias públicas da cidade. A cada três dias de trabalho, os internos conseguem reduzir um dia de suas penas. Além disso, os presos são remunerados mensalmente com o valor equivalente a três quartos de um salário mínimo. Nas ruas, os presos são monitorados por tornozeleiras eletrônicas e acompanhados por funcionários da Prefeitura de Praia Grande, que ofereceram capacitação profissional aos sentenciados para a execução do projeto.

Os reeducandos foram selecionados pelo Centro de Trabalho e Educação (CTE) do CPP de Mongaguá, que avaliou o comportamento dos internos e o desempenho em serviços realizados na própria unidade prisional.

“É uma oportunidade importante e que me devolve a dignidade, abalada pela vida no crime”, diz Valdomiro, de 38 anos, que participa do convênio. “Eu envio uma parte do que ganho aos meus familiares, mas guardo a outra parte para o meu recomeço longe da prisão”, conta.

Para o diretor do CTE no presídio, Samuel Marques Ribeiro Júnior, a parceria proporciona melhorias para Praia Grande e, ao mesmo tempo, prepara os internos para quando deixarem o cárcere. “É uma maneira digna de reinserção na sociedade, com a perspectiva de continuar trabalhando no município quando saírem da prisão”, afirma.

Por saopaulo.sp.gov.br

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás