Goiânia: Feiras têm regras especiais contra o coronavírus

Sedetec e Seplanh trabalham em conjunto para ajudar feirantes a se enquadrarem nas novas regras

Um novo decreto estadual liberou o funcionamento de feiras de hortifrutigranjeiros, desde que obedecidas normas como evitar o consumo no local, priorizar o sistema drive-thru para vendas e higienizar balcões e utensílios. A Gerência de Fiscalização da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh) trabalha em parceria com os permissionários para que sejam obedecidas várias regras de higienização e contenção de aglomerações que foram estipuladas pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

“As feiras especiais continuam proibidas e as outras estão sendo fiscalizadas em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Ciência e Tecnologia (Sedetec), que pede nossa presença caso necessário”, destaca o gerente de Fiscalização Agnaldo Lima. 

Desde a última segunda-feira, 6/4, as bancas que produzem comida só podem funcionar vendendo no sistema drive-thru ou delivery. Não é permitido disponibilizar mesas para o consumo de produtos no local. É recomendado que feirantes que integrem os grupos de riscos, como idosos e pessoas com doenças crônicas, não frequentem as feiras. O mesmo vale para quem apresentar sintomas como febre, tosse e dificuldade para respirar. Além disso, o responsável pela feira precisa fazer um cadastro único no site da Seapa pelo menos 24 horas antes da realização da feira. Quem não realizar o procedimento não poderá fazer a feira.

A Sedetec orienta a venda em ambientes amplos e arejados e que todos higienizem balcões, balanças e demais utensílios com solução desinfetante adequada (hipoclorito de sódio 1%). Os clientes devem respeitar a delimitação de distância segura entre consumidor e feirantes.

Antônio Bento, da Diretoria de Jornalismo

Foto: Fredox Carvalho

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás