Conheça 6 motivos para esperar o fim de semana e poder saborear uma deliciosa feijoada

Lista aponta vantagens para quem quer saborear um dos pratos mais populares do Brasil aos sábados, em casa

A feijoada é um dos pratos mais famosos da culinária brasileira, tendo um lugarzinho especial no coração de muitas pessoas. Uma boa feijoada é a pedida de grande parte dos brasileiros em diversas ocasiões. Mas, esse prato tão popular pode ser apreciado de uma forma ainda melhor quando o associamos a alguns costumes que enriquecem esse momento.

O Quintal do Jajá, bar goianiense que tem a feijoada (tradicional e vegana) como estrela do cardápio desde a sua inauguração, preparou uma lista com seis motivos para as pessoas comerem feijoada especialmente nos finais de semana, em casa:

1. Ter mais tempo para saborear a feijoada
Com a correria do trabalho e outros afazeres, as refeições que as pessoas fazem durante a semana costumam ser mais rápidas e, portanto, não é tão fácil ter tempo para saborear um prato como a feijoada nos almoços de segunda a sexta-feira. Dessa forma, os fins de semana são mais propícios para comer a feijoada com mais tranquilidade.

2. Curtir a companhia da família
Assim como o trabalho encurta o tempo de almoço de muita gente durante a semana, ele pode fazer com que nem todas as pessoas da mesma casa estejam juntas nesse momento. Em muitas famílias, é comum as únicas refeições compartilhadas por todos serem as do fim de semana. Por isso, comer feijoada no almoço de sábado, por exemplo, pode resultar num momento agradável em que a família se reúne à mesa.

3. Aproveitar a feijuca ouvindo samba
O combo “feijoada e samba” é bastante famoso no Brasil e agrada muita gente. Tanto é que vários bares espalhados pelo País, como o próprio Quintal do Jajá, promoviam, antes da pandemia, almoços com feijoada e shows de samba nos fins de semana, que era quando o público podia aproveitar por mais tempo. Como os shows ao vivo foram interrompidos neste momento para evitar a propagação do coronavírus, as pessoas podem relembrar esses tradicionais almoços comendo feijoada em suas casas ao som de uma boa playlist de samba.

4. Seguir a tradição do dia da feijoada
De acordo com historiadores, a feijoada brasileira tem origem na feijoada transmontana, do nordeste de Portugal. Autor do livro “Viagem Gastronômica Através do Brasil”, o historiador Caloca Fernandes explica que os portugueses costumam relacionar determinados pratos a dias da semana e que essa tradição foi trazida para cá durante a colonização. Desde então, é costume em vários lugares do Brasil comer feijoada aos sábados, que é o dia da semana associado a esse prato.

5. Ter um prato saboroso e que pode ser bom para a saúde
Esse item da lista não é uma vantagem apenas para quem come a feijoada nos fins de semana, mas não poderia ficar de fora. A feijoada é um prato cheio de sabor e, quando consumida moderadamente, pode trazer benefícios para a saúde. Um dos principais ingredientes do prato é o feijão preto, que é rico em fibras, ferro, potássio e proteínas, ajudando no combate à anemia e no funcionamento do sistema digestivo. Quem também ajuda na digestão é a laranja, que ainda é fonte de vitamina C. Outro acompanhamento que merece destaque é a couve, rica em fibras e vitaminas.

6. Contar com uma opção com pouca gordura
Quem disse que a feijoada não pode ser vegana? Essa opção, que vem sendo cada vez mais consumida e passou a ser servida por vários bares no Brasil (por exemplo, o Quintal do Jajá), é feita com feijão preto e legumes. Assim, a feijoada vegana tem baixo teor de gordura, alta quantidade de vitaminas e minerais e menos calorias do que a tradicional.

Por todas essas razões, o Quintal do Jajá disponibiliza tanto a feijoada tradicional quanto a vegana aos sábados, das 11h30 às 15 horas, por delivery e drive thru. A casa conta com feijoada para uma ou duas pessoas, mas os clientes podem fazer pedidos combinados se a quantidade de pessoas for maior. A feijoada tradicional leva feijão preto, pernil de porco, bacon, linguiças calabresa grossa e fina, costelinha de porco, carne de sol bovina, pé de porco e rabo de porco.


Já a versão vegana inclui feijão preto, cenoura, batata, vagem e talo de couve. Qualquer uma das feijoadas conta com arroz, couve refogada e laranja como acompanhamentos. Quem pedir a feijoada vegana também recebe junto uma farofa vegana, enquanto aqueles que pedirem a tradicional levam ainda torresmo e farofa de bacon e calabresa moída. Também é possível pedir porções extras de cada acompanhamento.
O menu de bebidas é composto por cervejas, refrigerantes, H2OH, energéticos, sucos e água com e sem gás. O bar recebe os pedidos de delivery pelo aplicativo iFood e os de drive thru pelo WhatsApp (62) 98169-7100. A casa segue todas as medidas de higiene contra a Covid-19 determinadas pelo poder público e as autoridades de saúde. Todos os alimentos são higienizados e os cozinheiros usam máscara, luvas, touca e avental durante o serviço.
Já os demais funcionários do Quintal do Jajá e os entregadores trabalham com máscaras e álcool em gel. Depois de prontos, a feijoada e os acompanhamentos são colocados separadamente em potes com tampa lacrados, feitos de um material plástico reforçado, que chegam para os clientes dentro de sacos de papel kraft fechados.

Quintal do Jajá – WhatsApp (62) 98169-7100

O bar Quintal do Jajá fica na Rua 15 nº 538, no Setor Central, em Goiânia, em frente à Praça Dr. Carlos de Freitas.

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás