Combustíveis: preço do litro da gasolina deve superar em breve a casa dos R$ 5,00

Presidente do Sindiposto, Márcio Andrade, disse à RBC que esse será resultado do segundo aumento de preço anunciado pela Petrobras este ano, que passa a vigorar a partir de hoje

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto), Márcio Andrade, admitiu nesta quarta-feira, 27/1, que está se tornando realidade o fato do preço do litro da gasolina passar da casa de R$ 5,00. Alegou que a Petrobras já havia anunciado aumento de 7,6% na gasolina no último dia 19. E agora, nesta terça-feira, 26/1,foi anunciado novo aumento para vigorar a partir de hoje, de 5% na gasolina e 4,4% no diesel.

De acordo com Márcio Andrade, o primeiro reajuste tem chegado ao consumidor, mesmo que não de forma imediata. O reajuste foi anunciado no último dia 19 e os postos começaram a repassar durante essa semana. E agora veio o novo anúncio de aumento. “Infelizmente é a realidade que nós estamos vivendo hoje no País”, completou.

Etanol

O presidente do Sindiposto explicou que, no caso do etanol, o anúncio do aumento é diferente do que ocorre na gasolina e no diesel. Enquanto nesses a produção é praticamente toda da Petrobras, o etanol é produzido por diversas usinas, que não promovem o anúncio ostensivo para a imprensa. Mas informou têm acontecido aumentos (do preço do etanol) também no atacado, nas distribuidoras, de forma que chega o momento em que os postos são obrigados a repassar também para o consumidor.

Sobre a influência da pandemia nos preços dos combustíveis, Márcio disse que a cotação internacional do petróleo caiu no ano passado, principalmente de abril a maio, devido à redução drástica do consumo mundial. Agora, com a retomada (da economia) mundial, tem ocorrido essa escalada dos preços. Até então estava se recuperando o preço, e agora já está havendo um aumento efetivo em relação ao ano passado.

Disse que pesquisou no site da Agência Nacional de Petróleo (ANP), onde verificou que, em janeiro do ano passado, o litro da gasolina chegou a ser vendido a R$ 4,99 em Goiás. “Então hoje nós estamos chegando ao mesmo patamar do ano passado”, concluiu. Segundo ele, com esse aumento anunciado pela Petrobras e válido a partir de hoje, possivelmente o preço vai passar o valor que era cobrado no ano passado.

Mas o presidente do Sindiposto aconselhou o consumidor a pesquisar. Argumentou que, principalmente nesse momento em que está iniciando o repasse de preço, ocorrem diferenças muito grandes no litro da gasolina, em torno de 50 centavos, talvez até mais, dependendo do posto ou da região. “Nesse momento agora é fundamental que o consumidor pesquise e avalie, não só o preço, mas o posto de confiança onde ele possa encontrar o produto de qualidade e também uma condição de pagamento mais conveniente,” recomendou.

ABC Digital

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás