CNH Social habilita primeira pessoa com deficiência

Programa oferece habilitação gratuita para população de baixa renda.

Em duas edições foram abertas mais de 6 mil vagas. O músico conta que havia iniciado o processo de habilitação há muitos anos. Porém, a falta de recursos financeiros o impossibilitou de realizar o sonho. 

A paralisia infantil não limitou os sonhos de José Pereira. Junto com a CNH, ele realiza outro sonho. Nesta semana, ele iniciou um projeto social de inclusão por meio da música.

“A realização de um sonho antigo”. É dessa forma que o professor de música José Pereira da Silva, 57 anos, define a conquista da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ele é beneficiário do programa CNH Social. Conseguiu a vaga por meio da cota destinada à pessoa com deficiência (PCD) e finalizou o processo nesta terça-feira, 2, ao ser aprovado na prova prática de direção veicular. O músico é a primeira pessoa com deficiência a se habilitar pelo programa em Goiás.

O músico conta que havia iniciado o processo de habilitação há muitos anos. Porém, a falta de recursos financeiros o impossibilitou de realizar o sonho. “Como recebo só a aposentadoria, na hora de pagar as aulas não consegui dar seguimento para ter minha carteira de motorista”, destaca. Um processo de habilitação para PCD custa aproximadamente R$ 2,5 mil em Goiás. O valor inclui taxas do Detran-GO, exames médicos e psicológico, cursos teórico e prático e as provas de legislação de trânsito e de prática de direção veicular.

A boa notícia veio pela televisão. “Quando assisti na TV o governador Ronaldo Caiado anunciando as vagas do programa CNH Social e vi que tinha reserva de vaga para quem tem deficiência pensei: essa é minha oportunidade”, explica. “Corri atrás, me informei e acompanhei tudo direitinho e nem acreditei quando vi meu nome lá”, relata.

José Pereira sofreu poliomielite na infância. A doença deixou sequelas em sua perna esquerda. Por ter mobilidade reduzida, a legislação exige que para se habilitar, além de todo o processo com exame médico, psicológico, provas e cursos teóricos e práticos, ele passe por uma junta médica, composta por três médicos. A prova prática também é aplicada por uma junta técnica composta por examinadores do Detran-GO, fiscal do Conselho Estadual de Trânsito e um médico designado pela autarquia.

Gratidão

A paralisia infantil não limitou os sonhos de José Pereira. Junto com a CNH, ele realiza outro sonho. Nesta semana, ele iniciou um projeto social de inclusão por meio da música. A meta é atender crianças e adolescentes carentes da Região Noroeste de Goiânia. Ministra aulas de instrumentos e canto. O projeto denominado Rumo Certo está funcionando em uma sala emprestada por uma igreja.

O músico recém-habilitado comenta que sente gratidão pela iniciativa do Governo de Goiás, que por meio do Detran-GO, viabilizou a realização do seu sonho. “Muita gente tem vontade, tem um sonho de fazer alguma coisa, mas a situação financeira às vezes não permite. Isso que o Detran-GO vem fazendo ajuda muita gente. Também quero ajudar pessoas com aulas de música”, argumenta.

CNH de graça

Todo o processo de habilitação de José Pereira foi gratuito. Os beneficiados com a CNH Social recebem isenção de taxas como inclusão no Renach, Licença de Aprendizagem de Direção Veicular, agendamento de prova teórica, agendamento de exame prático, exame médico e psicológico. A pessoa com deficiência classificada dentro do número de vagas também se abstém de pagar pela junta médica. Por meio de parcerias com os Centros de Formação de Condutores (CFCs), são oferecidos ainda o curso teórico de legislação de trânsito, as aulas práticas de direção e até três retestes gratuitos.

O programa CNH Social já ofertou 6.024 vagas. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 11 milhões para oferecer primeira habilitação, mudança ou adição de categoria gratuitamente aos selecionados. Os interessados devem ficar atentos ao site www.detran.go.gov.br e às redes sociais da autarquia, canais pelos quais são divulgadas matrículas, regulamentação, bem como a lista de classificados.
Gerência de Comunicação Detran-GO

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás