Cliente Sebrae: página reúne mais de 100 cases inspiradores de empreendedorismo

O espaço desenvolvido conta a história de micro e pequenos negócios de vários segmentos no país e é aberto à colaboração

É consenso entre os donos de micro e pequenos negócios que o empreendedorismo é capaz de transformar realidades. Ouvir a história de quem chegou lá, saber mais sobre os desafios e oportunidades, como surgiu a ideia do negócio e descobrir soluções inovadoras são atitudes que mantém em alta o poder de inspiração dos empreendedores. Quem nunca leu uma história de sucesso e se questionou: por que eu não pensei nisso antes? Com objetivo de contribuir para essa motivação, o Sebrae mantém um espaço voltado exclusivamente para o compartilhamento de cases de sucesso, o portal Cliente Sebrae, localizado no endereço: www.clientesebrae.com.br.

O ambiente, lançado há dois anos, acumula mais de 100 histórias de sucesso entre os mais variados segmentos de atuação. O site oferece a possibilidade de encontrar cases de acordo com a localização em tempo real permitindo que os usuários pesquisem sobre o mercado em sua região. Além de saber mais sobre a atuação dos micro e pequenos negócios, a plataforma proporciona espaço para a pessoa contar a sua história e servir de inspiração para todo o Brasil. A página tem se revelado uma forma de divulgação dos trabalhos, já que as pessoas podem reportar suas redes sociais e contatos. Antes de serem publicados, todos os cases são checados e passam por apuração.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, destaca que o site motiva os donos de micro e pequenos negócios e funciona como espaço de divulgação e criação de insights. “Com a sua atuação em mais de quatro mil municípios de todo o país, o Sebrae apoia e desenvolve soluções para os mais variados tipos de negócios. Ao contar as histórias dessas pessoas, estamos mostrando ao público que aquele sonho de montar um negócio pode sair do papel. Apresentamos os resultados e como eles foram alcançados. É importante lembrar que também falamos das dificuldades. A vida do empreendedor tem diversos desafios e isso também inspira. A solução que um encontrou pode servir de aprendizado para centenas de outras pessoas”, observa.

Entre as últimas histórias publicadas no Cliente Sebrae está o case da publicitária Luciana Trafani. Ela revolucionou sua carreira. Saiu da editora na qual trabalhava há 14 anos para empreender produzindo bolos e doces confeitados na Luck Cupcakes. A empresária diz que o Sebrae a ajudou a acreditar em si mesma e no seu potencial, dando todas as ferramentas que precisava para crescer. Entre os cursos mais importantes que fez com a parceria, ela destaca o Empretec. “O Sebrae me fez ver que, com a organização de cada área (financeira, logística, de material, emocional) e delegando funções, não tem como dar errado. Também aprendi a ter metas e me dedicar à gestão. Outra mudança significativa, foi ter sabedoria para identificar o momento de aumentar meus preços, reduzir a demanda e aumentar o faturamento”.

Assim que a pandemia do coronavírus chegou, Luciana tinha várias encomendas para a Páscoa, mas viu alguns contratos serem suspensos. Rapidamente, procurou conhecimento, pesquisou e estudou no que as pessoas estavam inovando na área de confeitaria. “Vi que estavam vendendo muitos kits de festas, com produtos em quantidade menor para pequenas comemorações em família”, afirma. Ela não pensou duas vezes e apostou na tendência. O sucesso foi tão grande que teve que aumentar o valor dos produtos, pois já não conseguia atender tanta demanda. A empreendedora continua procurando inovar e já faz planos para abrir a sua loja física assim que a situação for normalizada no país.

Jorge Luiz Campos empreende desde os 18 anos. Apaixonado pela área de tecnologia, ele criou um software que ajuda empresas a reduzirem os gastos com telefonia em até 50%. A Alow triplicou o número de clientes após consultoria feita com Sebrae. “O Sebrae cria uma atmosfera de networking muito boa. Já fizemos muitos negócios com empresas que conheci por intermédio da instituição. Tivemos um suporte excelente, fizemos viagens, conhecemos outras startups, participamos de wokshops sobre empreendedorismo e tecnologia. Sem dúvida, fez total diferença”, declara.

O empresário também fez ajustes na dinâmica da empresa após a pandemia. Com a adoção do home office, os custos da empresa foram reduzidos e novas metas foram adotadas. “Aumentar a presença digital da empresa é uma das metas mais próximas. Vamos investir na digitalização para alcançar mais clientes. Queremos dobrar o faturamento em 2021”, revela Campos. Em 2017, a Alow tinha 16 clientes, três anos depois esse número mais que triplicou. Hoje a empresa tem mais de 60 clientes em todos os estados brasileiros.
Ficou inspirado? Conheça mais histórias aqui.

Por Agência Sebrae de Notícias

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás