Capacitação: participantes aprovam Curso ABC

Professores de todo o País elogiam o conhecimento adquirido na formação 

OCurso on-line Alfabetização Baseada na Ciência (ABC) tem trazido resultados positivos para os alfabetizadores infantis e alunos de licenciatura já inscritos. Entre os 154.710 participantes, há muitos elogios e expectativas quanto à capacitação, oferecida pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e a Secretaria de Alfabetização (Sealf) do Ministério da Educação (MEC).

Alunos de todo o País têm dado bom retorno sobre o conteúdo oferecido pelo Curso. Um exemplo é Érica Vilas Boas, de Curitiba (PR). A pedagoga está cursando sua segunda licenciatura e explica que “esse curso é diferenciado, pois amplia o conhecimento e a visão do professor/educador, formando outra perspectiva em relação à alfabetização”. Ela lembra que “cada criança é única e precisamos conhecer cada uma delas, para juntos construirmos o processo da alfabetização”.

Sônia Ramos, de Paulista (PE), atua na educação há 25 anos, com experiência na rede pública e privada e está satisfeita com o que tem aprendido no Curso ABC, uma vez que “os conhecimentos pedagógicos adquiridos na capacitação estão contribuindo para a prática em sala de aula, principalmente agora na pandemia, com as aulas remotas, para aprender e conhecer como se dá o processo de alfabetização”.

Mirna Mara, professora de educação infantil privada em Manaus (AM), acreditava não ser capaz de se concentrar nas aulas on-line, mas diz que o Curso está sendo muito proveitoso, pois tem dado novas perspectivas. Ela conta que a capacitação tem “renovado minhas práticas pedagógicas e ampliado os conhecimentos que eu já tinha, dando uma nova ‘roupagem’ à forma de ensinar”. A professora agradece o incentivo e agora pretende fazer uma pós-graduação, para melhorar sua carreira.

Para Lilian Voigt, professora da rede municipal de Orlândia (SP), o curso tem oferecido uma oportunidade valiosa para reflexão sobre sua prática diária. “Está abrindo meus olhos para a variedade de situações e necessidades em sala de aula e contribuirá muito para a construção do diálogo entre teoria e prática”, avalia a pedagoga. Ela conclui que “o curso oferece ao professor um caminho real de formação, fundamentado na teoria, reflexão e prática”.

Curso ABC
Com 180 mil vagas abertas, o curso começou em 11 de janeiro e já entregou quatro módulos. Porém, os interessados ainda podem se inscrever no Ambiente Virtual do MEC (Avamec) e ter acesso a todo o conteúdo ofertado.

A capacitação é parte do programa Tempo de Aprender e resultado da cooperação entre a CAPES, a Sealf, a Universidade Aberta de Portugal (UAB), o Instituto Politécnico do Porto e a Universidade do Porto.

Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações da CCS/CAPES

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás