Conheça mais sobre o cronograma e demais procedimentos relativos ao SISU 1/2021

Em uma série de matérias, vamos explicar detalhadamente as regras e o funcionamento do edital

Cursar uma universidade pública é o desejo de muitos brasileiros. Essas instituições ofertam uma gama de cursos, além de serem extremamente prestigiadas e concorridas. No Brasil é possível ingressar em uma instituição de ensino superior gratuita usando apenas a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, sem necessidade de se submeter ao vestibular.

Nesse contexto, o Sistema de Seleção Unificada(Sisu), que oferece vagas em universidades públicas sem precisar fazer o vestibular, publicou no dia 11 de fevereiro deste ano, o seu edital com o cronograma e demais procedimentos relativos ao processo seletivo referente à primeira edição de 2021. As inscrições acontecem entre 6 e 9 de abril de 2021.

Para ajudar os candidatos a entenderem as regras e o funcionamento do edital, publicaremos uma série de matérias destrinchando o documento para explicar o que é; a distribuição de vagas; a inscrição e a escolha de cursos; o acompanhamento da atualização da nota e conscientização; o resultado da chamada regular; e matrícula.

Nessa primeira matéria, de uma série de sete, apresentaremos conceitualmente o que é o Sisu e como ele pode te ajudar. Trata-se de um processo seletivo informatizado, gerenciado pela Secretaria de Educação Superior (Sesu), do Ministério da Educação (MEC), que oferece vagas em cursos presenciais de instituições públicas do ensino superior. O critério de classificação e o desempenho no Enem.

Assim, quando abrirem as inscrições do Sisu, o candidato deve se cadastrar no site, selecionar o curso, faculdade, unidade, turno e modalidade de concorrência – cotas ou ampla concorrência em instituições públicas participantes do programa, e que ofereçam vagas por meio de políticas de ações afirmativas. Ele disputa a vaga com outras pessoas que fizeram as mesmas escolhas.

Para acompanhar as publicações, basta seguir o MEC no Instagram.

Assessoria de Comunicação Social do MEC com informações da Sesu

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás