Embrapa celebra 48 anos de pesquisa e desenvolvimento da agropecuária

Sebrae foi homenageado por fomentar a inovação e tecnologia no agronegócio e na pecuária brasileira

O Sebrae foi uma das instituições homenageadas na celebração do aniversário de 48 anos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), comemorado nesta quarta-feira (28), durante evento online. Na categoria setor produtivo, o Sebrae foi apontado como a instituição que vem fomentando a inovação e a tecnologia na agropecuária, em parceria com a Embrapa. Em agradecimento, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, afirmou que a sinergia entre as duas instituições projeta o país como referência na produção de alimentos.

“É com muita alegria, com muita satisfação, que participo do aniversário da nossa querida Embrapa. Em 1972, quando me formei, participei do programa de pesquisa, que já era o embrião da Embrapa. Desde então, tenho uma longa história de trabalho com essa instituição. Como presidente do Sebrae, agradeço a parceria, somos aliados e parceiros. Graças ao trabalho das duas equipes, o Brasil é uma referência internacional quando falamos em produção de alimentos. Quero deixar minha saudação aos colaboradores e pesquisadores da Embrapa. Esse prêmio é de todos que trabalharam nos nossos projetos ao longo dos quase 50 anos da Embrapa”, disse Melles.

O presidente da Embrapa, Celso Moretti, destacou os pontos altos na trajetória da instituição, relembrando os principais resultados alcançados: “Agradeço a todos os colaboradores e parceiros nesses 48 anos de Embrapa. Na década de 70, o Brasil sofria com insegurança alimentar, a carne era comprada da Europa, o leite dos EUA. Foi então que o governo criou a Embrapa, promovendo uma verdadeira revolução na agricultura brasileira. Transformamos o cerrado em terras férteis, tropicalizamos culturas e animais, como soja, milho e gado indiano. Agora estamos tropicalizando o trigo, seremos autossuficientes em mais uma comodity. Atualmente, o Brasil alimenta mais 800 milhões de pessoas em todo mundo, exporta para mais de 70 países, temos tecnologia de pesquisa em agropecuária. Nossa empresa chega aos 48 anos, com 343 centros de pesquisa, 8 mil colaboradores e 2200 pesquisadores”.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Tereza Cristina, também foi homenageada na categoria governo federal, como incentivadora do desenvolvimento da pesquisa na agropecuária brasileira. Tereza aproveitou o momento para reforçar a importância do investimento em ciência e tecnologia: “Nesses dias difíceis que estamos passamos com a pandemia, a Embrapa continua trabalhando, com agricultura somada à ciência. Estamos vendo como investir em ciência é importante para os países. Nós desenvolvemos alimentos para o Brasil e para o mundo. Parabenizo a instituição por todo trabalho feito até hoje e a desafio a fazer mais nos próximos anos. O Brasil é uma potência agroambiental, parte disso é em função do trabalho da Embrapa. As pesquisas precisam continuar para modernizarmos cada vez mais nossa produção”, incentivou.

Por sua vez, Fernando Campos, presidente do Conselho de Administração da Embrapa, ressaltou que uma das principais missões é levar a revolução 5.0 para o campo. “Hoje é dia de saudar os colaboradores da Embrapa que trabalharam arduamente para produzir alimentos que baseiam a nutrição do brasileiro. Agora temos que ajudar o país a fazer a revolução digital da agropecuária. Isso nos colocará em um outro patamar econômico e social”, afirmou. O deputado federal, Sergio Souza (MDB-PR), líder da Frente Parlamentar da Agropecuária, destacou apoio do parlamento no trabalho da Embrapa. “Se não fosse pelo trabalho da Embrapa, o Brasil hoje não seria o segundo maior importador de alimentos do mundo. Contem conosco sempre”, disse.

O presidente da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), Marcio Freitas, e o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Junior, também participaram da celebração e saudaram a Embrapa por seus 48 anos.

Por Agência Sebrae de Notícias

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás