Gestão mais moderna: Reestruturada, UEG terá eleições para reitor em junho

Reitor da UEG, Valter Gomes Campos disse que a instituição precisou refazer seu modelo, com um processo de enxugamento e uma gestão mais moderna 

“Com o apoio do Governo do Estado, do governador Ronaldo Caiado, passamos por um processo de reestruturação, concluindo a reestruturação administrativa, que está sendo implantada, e a reestruturação acadêmica e pedagógica”. Assim, o reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Valter Gomes Campos, resumiu, em entrevista na última quarta-feira (28/04), ao Jornal Brasil Central, o trabalho que foi feito para a recuperação da instituição, que caminha para suas eleições no mês de junho, onde serão escolhidos o reitor e os diretores de institutos acadêmicos e coordenadores centrais dos cursos.

O reitor disse que assim a UEG está retornando à sua normalidade democrática, depois que nos governos anteriores teve problemas, entre eles “uma expansão não planejada e desordenada, fazendo com que tivéssemos muitas dificuldades, especialmente do ponto de vista orçamentário. No governo Caiado fizemos um desenho, que era necessário”.

Novo modelo

Hoje, afirmou, a UEG vive um outro modelo de universidade: “A nossa ideia é continuar presente em todos os municípios do Estado de alguma maneira, com seus cursos, projetos de pesquisa, mas ela precisa terminar um processo de enxugamento, com uma gestão mais moderna, que permita que esteja presente no Estado de forma alternativa e com seus projetos de graduação e pós graduação”. Hoje, segundo disse, a UEG é a maior ofertante de cursos de mestrado no estado e a maior no interior.

Falou também sobre o ensino remoto, observando que, em função da pandemia, que exigiu isso, houve um aprendizado nesse sentido e que está continuando. “Não podíamos colocar nossos alunos e professores em risco. Criamos uma Bolsa Conectividade, para que os alunos pudessem ter acesso e ainda temos alguns com dificuldade de acesso. Fizemos parcerias e temos a expectativa de termos todos os alunos conectados. Queremos já neste semestre iniciar com todos tendo acesso ao ensino remoto”, assinalou.

ABC e UEG

Sobre a possibilidade de volta presencial das aulas, informou que isso será possível quando todos os professores estiverem vacinados, gerando a expectativa de que isso ocorra já no segundo semestre letivo. Integrante do quadro de apresentadores, o presidente da Agência Brasil Central (ABC), Reginaldo Júnior, informou que os veículos de comunicação da ABC farão uma semana especial de entrevistas e debates com os candidatos a reitor da UEG. As eleições serão on line e já foram inscritos cinco candidatos, entre eles uma mulher.

Júnior falou também sobre outros projetos de parceria entre a ABC e a UEG, que estão em elaboração, adiantando que um deles é para aumentar o número de estagiários e realizar um programa para o público mais jovem, “para que esses estagiários se tornem profissionais muito melhores do que somos”. O reitor Valter Gomes confirmou que há uma potencialidade “incrível” nessa parceria e por isso mesmo a perspectiva é a de que haverá “novidades muito boas pela frente”.

ABC Digital

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás