Lançamento internacional do Projeto Biomas Tropicais discute a importância da bioeconomia sustentável

O Inova Amazônia é citado como exemplo de aliar sustentabilidade ao desenvolvimento

O Sebrae participou, nesta terça-feira (4), do lançamento internacional do Projeto Biomas Tropicais, concebido pelo Instituto Fórum do Futuro. Durante o evento online, diversas lideranças e representantes de instituições de ciência destacaram o papel do Brasil na segurança alimentar mundial e a necessidade de assegurar a produção para os próximos anos, de forma sustentável, com o apoio fundamental da ciência e da tecnologia.

A abertura do evento contou com as palavras do presidente do Fórum do Futuro, o ex-ministro da Agricultura e Pecuária, Alysson Paolinelli, que neste ano é um dos indicados ao Prêmio Nobel da Paz por sua contribuição na busca de soluções para a segurança alimentar no mundo. Paolinelli defendeu um novo pacto global alimentar capaz de abrir uma janela de oportunidades para a humanidade. Segundo ele, a democratização da oferta alimentar através do preço é um desafio tecnológico, educacional e cultural. “Depende da ciência, mas muito mais de políticas públicas e privadas que atuem no gargalo que hoje condena os povos tropicais ao subdesenvolvimento”, ressaltou.

Na ocasião, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, destacou a importância da sustentabilidade em suas diversas vertentes para o desenvolvimento. “Ninguém hoje fala de desenvolvimento se não houver sustentabilidade, sobretudo na produção agrícola e nos encadeamentos produtivos”, declarou. Segundo ele, a visão de sustentabilidade faz parte da vocação empreendedora do Sebrae para atuar bem e agregar valor dentro das cadeias produtivas do país.

Melles também foi questionado sobre a importância de incluir os empreendedores em iniciativas de escalabilidade industrial a partir da produção originada da biodiversidade da Amazônia. Segundo ele, os pequenos negócios têm muito a contribuir para isso e o Sebrae já está atuando neste sentido. Como exemplo, o presidente do Sebrae citou o projeto Inova Amazônia, que busca potencializar o empreendedorismo na Amazônia Legal, a partir da bioeconomia. “Queremos fortalecer a inovação dos pequenos negócios dentro do Inova Amazônia por meio das startups”, revelou.

No próximo mês, nos dias 15 e 16 de junho, o Sebrae participará do Seminário Internacional “Os Desafios da Ciência em Novo Pacto Global do Alimento – Como transitar de uma economia industrial para uma Bioeconomia Tropical do Conhecimento?”, promovido pelo Fórum do Futuro. Um dos painéis previstos para o evento abordará especialmente o potencial do bioma Amazônico como maior celeiro mundial de produtos naturais, com a presença de debatedores, entre eles, o gerente regional do Sebrae/BA, Carlos Cointero.

Por Agência Sebrae de notícias

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás