Leciê Paisagismo: Empresária começou produzindo arranjos e buquês para vender aos apaixonados, via Instagram

Letícia Santos Melo é proprietária da Leciê, uma empresa de paisagismo que surgiu em 2020 sob orientação do Sebrae e que consolidou o sonho da jovem

Foi durante a faculdade de Agronomia na UFG, que Letícia Santos Melo, de 28 anos, começou a se especializar na área de  paisagismo. Motivada por sua paixão por plantas e, principalmente, por flores, descobriu o caminho a ser trilhado em sua trajetória profissional. Após concluir o estágio em uma empresa na Capital, resolveu empreender e foi no Dia dos Namorados de 2020 que deu o primeiro passo. Ela começou a produzir arranjos e buquês para vender aos apaixonados via Instagram. A iniciativa levou ao surgimento da Leciê paisagismo  (@lecie_paisagismo).

Ao decidir abrir a  empresa, a engenheira agrônoma, imediatamente buscou a ajuda do SEBRAE. “Eu sempre fiz diversos cursos do SEBRAE e quando decidir iniciar o projeto busquei esse apoio em todas as etapas até aqui e seguimos com a parceria. Desde a produção do logotipo até o projeto arquitetônico da loja física”, lembra. “Desde a adolescência eu percebi que tinha um espírito empreendedor e foi da necessidade de conseguir um dinheirinho extra e não depender somente de meus pais que eu comecei”, recorda.



A experiência da adolescência de vender perfumes, roupas e diversos outros produtos resultou em uma trajetória inovadora. Letícia recorda que quando começou a produzir os buquês para o dia dos namorados ainda não sabia como usar as redes sociais para vender e foi aí, que mais uma vez buscou a ajuda do Sebrae e se inscreveu no curso de Marketing Digital. “Comecei com a produção de buquê de noivas, mas consegui seguir o caminho que eu queria desde o início e hoje a Leciê tem um foco maior em projetos de paisagismo.

A jovem empresária saiu da graduação determinada a se preparar para o mundo do empreendedorismo. “Procurei o Sebrae para fazer um curso na área de finanças, depois de marketing e gestão de redes sociais, enfim, todos os cursos que surgiam e eu via que podia me ajudar eu fazia, até que veio o Sebratec para me ajudar a encontrar soluções adequadas a minha empresa”, recorda. A cada ideia nova, Letícia procurava a consultoria Sebrae. “Eu tive uma grande ajuda do Sebrae para a criação de toda a parte gráfica da empresa, da papelaria, depois no projeto de arquitetura do espaço físico que agora está em construção”, afirma.

Enquanto a sede da empresa não fica pronta, Letícia realiza atendimentos online e sonha ampliar a área de atuação da empresa para todo o Brasil e exterior. “Quero poder fazer projetos para cidades litorâneas e para todo o País e exterior. Quero também poder aproveitar o nosso novo espaço físico para dar cursos e workshops sobre paisagismo e decoração e ter uma ou algumas lojinhas em shoppings para vender arranjos florais”, planeja.

Pandemia e bem-estar

A pandemia alterou o planejamento de muitos negócios, mas para Letícia que já iniciou o empreendimento durante a crise sanitária, observar as mudanças em curso foi um exercício com bons resultados. No segmento de paisagismo, as demandas por projetos aumentaram. “As pessoas passaram a ficar mais em casa e começaram a valorizar os espaços domésticos e o jardim tem uma relação direta com a sensação de bem-estar, por isso nossa demanda aumentou”, explica. Ela lembra que para muitas pessoas a relação com as plantas mudou. “O jardim passou de um lugar que deveria ser apenas bonito para um espaço de bem-estar, onde seja possível respirar melhor.” Enquanto Letícia espera o fim da construção do espaço físico da loja, o atendimento com projetos autorais segue via Instagram.

SERVIÇO

Leciê Paisagismo
Instagram:
 @lecie_paisagismo
(https://www.instagram.com/lecie_paisagismo/)
Whatsapp: api.whatsapp.com/send?phone=5562985855272

Por Agência Sebrae de notícias

Denilson Alves

Editor do Portal Nosso Goiás