Casa e construção: Saiba as diferenças entre registro de esfera, de gaveta e de pressão

Os registros são peças indispensáveis em qualquer instalação hidráulica. Eles são responsáveis por controlar ou bloquear o fluxo de água, ou seja, são eles que abrem e fecham a rede hidráulica. Eles estão disponíveis em três tipos: registro de esfera, de gaveta e de pressão. Apesar de terem funções parecidas, possuem aplicações diferentes e é importante saber qual o registro ideal para cada parte da instalação.

Não consegue ler agora? Ouça aqui:https://go.vooozer.com/embed/07990a65

Continue a leitura e saiba quais são as diferenças entre os tipos de registro e qual usar em cada etapa do seu projeto hidráulico.

Registro de esfera

registro de esfera tem a função de bloquear totalmente a saída de água da tubulação, ou seja, só é utilizado totalmente fechado ou totalmente aberto. É o tipo de registro que deve ser utilizado na instalação de caixas d’água ou sistemas hidráulicos de piscinas, por ser mais resistente que os demais modelos. Outro ponto importante sobre o registro de esfera é que ele deve ser fechado sempre que houver necessidade de realizar manutenção ou limpeza na caixa d’água. A manutenção de um registro de esfera deve ser realizada somente quando ele apresentar desgastes.

Recentemente, a Krona lançou o novo Registro de Esfera Compacto Krona, com qualidade superior e novo design que une tecnologia e alto desempenho. Entre as vantagens dessa nova versão do registro de esfera estão:

  • encaixe perfeito das mãos;
  • setas de orientação de abertura e fechamento;
  • fácil instalação e manutenção;
  • mais segurança;
  • melhor ergonomia;
  • maior vida útil;
  • proteção contra acúmulo de poeira;
  • de 30 a 40% mais leve para efetuar o movimento de abertura e fechamento.

Registro de gaveta

Também conhecido como registro geral, o registro de gaveta tem a mesma função do registro de esfera: interromper totalmente a vazão de água de uma rede. Da mesma forma, ele também trabalha completamente aberto ou fechado. Em casos de vazamentos na rede hidráulica, são os registros de gaveta que devemos fechar para fazer a manutenção necessária. 

O ideal é que os registros de gaveta sejam instalados próximos aos seus respectivos pontos de uso e cada circuito hidráulico precisa ter o seu registro específico. Por exemplo: se você tem dois banheiros em casa, o ideal é que cada um tenha o seu próprio registro de gaveta, que bloqueia a saída de água do chuveiro, da torneira e do vaso sanitário de cada um deles.

Na hora de instalar esse tipo de registro, é importante que ele esteja a uma distância de 1,80 m a 1,90 m do piso, já que a sua função é interromper o fluxo de água em momentos de urgência e essa altura facilita o manuseio. Em relação à manutenção dessa peça, é comum que ela apresente desgaste com o tempo. Um sinal de que ele deve ser substituído é a existência de vazamento de água. Por isso, acompanhe o estado da peça e, sempre que necessário, realize sua troca.

Registro de pressão

Ao contrário dos outros dois tipos de registro, o registro de pressão não é utilizado para bloquear o fluxo de água: sua função é controlar o fluxo, reduzindo ou aumentando a vazão. Por isso, esse é o registro utilizado na instalação de chuveiros, para regular o volume de água que sai durante o banho.

Na hora de instalar, é ideal que o registro de pressão esteja em uma altura acessível, já que seu uso é diário e constante. No caso do registro de um chuveiro, por exemplo, ele deve estar a 1,10 m ou 1,20 m de distância do piso. Tome cuidado, também, para posicionar de forma correta o sentido do fluxo de abertura e fechamento, pois um erro nesse momento pode impossibilitar a passagem de água.

Como escolher o registro certo?

Como você viu, cada tipo de registro tem uma aplicação específica, por isso, a escolha do melhor registro para o seu sistema hidráulico vai depender da etapa da instalação. Além disso, também é importante considerar alguns pontos na hora de escolher as peças que vai utilizar na sua obra ou reforma:

Fonte: krona.com.br/blog