19 de abril de 2024
Noticia e políticaSaúde e comportamento

Hospital Estadual da Mulher promove oficina de Pintura Gestacional

A ação do programa de Residência de Enfermagem Obstétrica da unidade do Governo, visa capacitar as residentes para registrar de forma artística um momento sublime da gestação

A gestação é um dos momentos mais marcantes na vida de uma mulher, afinal, são nove meses gerando no próprio ventre uma nova vida. E para tornar este momento ainda mais marcante, o Hospital Estadual da Mulher Dr. Jurandir do Nascimento (Hemu), implantou o projeto de pintura gestacional, onde a barriga da gestante se transforma em uma verdadeira obra de arte.

Para propagar essa técnica, a coordenadora do Programa de Residência de Enfermagem Obstétrica, Amanda Batista, promoveu, na segunda-feira (19/02), uma oficina de pintura no ventre materno. O curso, ministrado pela residente Débora Maria Barros, teve como objetivo capacitar a equipe de residentes para a produção dessa verdadeira arte. “O método consiste em desenhar o bebê utilizando moldes, tintas, lápis e produtos atóxicos, hipoalergênicos, portanto, sem dano algum à mamãe e ao bebê”, explica Débora.

A pintura gestacional consiste na técnica de pintura aplicada na barriga de gestantes na qual são representados o bebê em sua localização dentro do útero e de outros elementos ligados à gestação, como a placenta e o cordão umbilical. A pintura é feita pela equipe de enfermeiras e  residentes em enfermagem obstétrica que atuam na unidade. 

A arte gestacional é mais uma das ações de humanização do parto adotadas no Hemu, como o carimbo da placenta. As participantes da oficina aprovaram a ação. “Além da humanização, a prática é muito boa para criar vínculos entre o profissional e a paciente”, avaliou a residente Ana Maria Cardoso. “Achei incrível! A gestante se sente mais acolhida e segura”, declarou a residente Luísa Pezarini.

Foi um momento de descontração e entretenimento para as gestantes. “É muito fofo, quase chorei. É meu sétimo filho e sou apaixonada pelos profissionais daqui, pois cuidam muito bem da gente”, pontuou Aline da Silva, com 32 semanas de gravidez, feliz com sua pintura e com o nome do Noah escrito na barriga. “Achei o máximo! Ficou perfeito, amei”, destacou a gestante Joseli Vasconcelos, de 30 semanas, que veio de Itumbiara para ter o Théo, seu terceiro filho.

“A pintura de barriga é mais uma ação de fortalecimento de vínculos entre mãe-bebê e mãe-equipe, de exaltar o protagonismo da mulher no processo gestacional e  proporciona à gestante um momento de descontração, minimizando assim o “peso” da hospitalização”, afirmou a enfermeira Amanda Batista.

Marilane Correntino (texto e fotos) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *