19 de abril de 2024
Noticia e políticaSaúde e comportamento

Saúde: Covid volta a preocupar em Goiás

Boletim da Fiocruz mostra que Goiás é o Estado com maior número de casos no país este ano

Em entrevista na última terça-feira (5) ao Jornal Brasil Central, a coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Grécia Pessoni, disse que voltou a chamar a atenção das autoridades do setor a incidência da Covid-19, depois que boletim da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) apontou que Goiás é o Estado com maior número de casos no país este ano. Segundo ela, os dados são preocupantes, “pois só esse ano tivemos em Goiás mais de 35 mil casos da Covid-19 e 46 óbitos. Apesar da presença de outros vírus que causam problemas respiratórios, o da Covid-19 é o principal em circulação. Temos a vacina que pode reduzir os óbitos.”

Ela informou que o ideal é que as pessoas em geral tenham tomado duas doses da vacina e as pessoas de grupo de risco e mais vulneráveis precisam tomar doses anuais e os idosos doses semestrais. “O esquema básico de vacinação contra a Covid é composto de duas doses. Tendo duas doses, as pessoas só vão tomar o reforço se forem desses grupos prioritários. Quem tomou duas doses e não fazem parte desses grupos prioritários não precisam tomar reforço”, afirmou Grécia, complementando que a vacinação é feita em todas as unidades de saúde.

Recomendou que, ao sentirem sintomas gripais, as pessoas façam o teste e evitem transmitir a doença aos familiares e colegas de trabalho. “Às vezes, a pessoa que está infectada não tem grande problema, mas pode passar a doença a uma pessoa que pode ter complicações”, observou. Lembrou que em abril vem a vacinação anual contra a influenza, que, depois que foi introduzida no calendário do idoso, reduziu-se em quase 70% os casos de pneumonia em idosos, diminuindo internações e mortes.

Por ABC Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *