15 de abril de 2024
Noticia e políticaSaúde e comportamento

Saúde: Goiás começa a vacinar contra a Influenza

O Governo de Goiás lançou, na manhã desta sexta-feira (22/03), a Campanha de Vacinação contra a Influenza, antecipada em um mês em razão do aumento da circulação de vírus respiratórios no país e a ocorrência, em Goiás, de 17 casos confirmados e três mortes pela doença.

Para a efetivação da campanha, nesta semana, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) começou a distribuir aos municípios as doses da primeira remessa do imunizante enviada pelo Ministério da Saúde, com 240 mil unidades.

Em Goiás, são mais de 900 salas de vacinação disponíveis para população.

“O objetivo da antecipação é proteger a população, especialmente os mais vulneráveis, e evitar o aumento de casos e óbitos”, afirmou o secretário da SES, Rasível Santos, durante a abertura da campanha, em Senador Canedo.

O secretário pede ainda que todos, além de procurarem a vacina, fiquem atentos aos sintomas, como febre e tosse, buscando rapidamente a assistência médica adequada.

NOSSOGOIAS.COM.BR – DENILSON ALVES

A secretaria também tem orientado os municípios a criarem e fortalecerem estratégias para ampliar a cobertura. Entre as ações que podem ser adotadas, estão a realização do Dia D de vacinação, busca ativa de não vacinados, vacinação para além das unidades de saúde, a exemplo das escolas e áreas indígenas, e a verificação da caderneta de vacinação.

A campanha protege toda a população, especialmente o público mais vulnerável, como os idosos e as gestantes.

Vacinação contra a Influenza

A vacina apresenta três tipos de cepas de vírus em combinação, protegendo contra os principais vírus em circulação no Brasil. E pode ser administrada na mesma ocasião de outros imunizantes do Calendário Nacional de Vacinação.

A biomédica Gleice Zanquetin Moreira, 38 anos, está gestante e foi a primeira pessoa a ser vacinada pelo secretário Rasível Santos.

“Eu estou representando as gestantes e faço um apelo a todas as gestantes: venham se vacinar! Eu também estou aqui gestando outra vida e a agora estou protegida e meu bebê também. Eu venho convidar a todos para participarem da imunização”, conclamou a biomédica.

Vacina apresenta três tipos de cepas de vírus em combinação, protegendo contra os principais vírus em circulação no Brasil (Foto: Marco Monteiro)

Público-alvo

O público-alvo da campanha são:

  • crianças de 6 meses a menores de 6 anos;
  • crianças indígenas de 6 meses a menores de 9 anos;
  • trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, professores dos ensinos básico e superior;
  • povos indígenas;
  • idosos com 60 anos ou mais;
  • pessoas em situação de rua, profissionais das forças de segurança e de salvamento, profissionais das Forças Armadas;
  • pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (independentemente da idade);
  • pessoas com deficiência permanente;
  • caminhoneiros;
  • trabalhadores do transporte rodoviário coletivo (urbano e de longo curso);
  • trabalhadores portuários;
  • funcionários do sistema de privação de liberdade;
  • população privada de liberdade;
  • adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas (entre 12 e 21 anos).

Crianças que vão receber o imunizante pela primeira vez deverão tomar duas doses, com intervalo de 30 dias.

Secretaria da Saúde de Goiás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *