15 de abril de 2024
Noticia e políticaShows e Eventos

Semana Santa: Celebrações devem reunir mais de 2 milhões de fiéis pelo país no feriado

De Norte a Sul, as festividades movimentam milhões de pessoas, gerando emprego e renda para a comunidade local

Em Goiás, a Cidade de Goiás promove a Procissão do Fogaréu, patrimônio imaterial do estado. A apresentação, que simboliza a prisão de Jesus Cristo, traz 40 homens que compõem os farricocos encapuzados andando pelas ruas com tochas acesas e cantos em latim devem atrair mais de 30 mil fiéis. Em Goiânia, a celebração da Paixão de Cristo deve reunir 20 mil pessoas.

Mais de 2 milhões de fiéis devem celebrar a Semana Santa pelo país neste ano. É o que aponta um levantamento do Ministério do Turismo realizado nas principais cidades de movimentação religiosa e divulgado nesta quinta-feira (28.03). Entre os destinos que contarão com fluxo intenso de pessoas no período destacam-se as cidades de Aparecida (SP), Juazeiro do Norte (CE), Trindade (GO), Brejo da Madre de Deus (PE) e Planaltina (DF).

O ministro do Turismo, Celso Sabino, destaca a importância desse período religioso para o setor. “Este momento de fé e devoção movimenta multidões e impacta positivamente a economia, com geração de emprego e renda para milhares de famílias. É a fé movimentando o turismo brasileiro”, enfatizou.

Em Pernambuco, a tradicional Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, em Brejo da Madre de Deus, espera receber 70 mil pessoas em quase 10 dias de encenações. O evento, que no ano passado recebeu 60 mil pessoas, é um dos maiores indutores de fluxo turístico no estado, gerando um impacto de mais de R$ 200 milhões. O espetáculo já foi visto por mais de 4,5 milhões de espectadores no local que é considerado o maior teatro ao ar livre do mundo.

Em terras baianas, a expectativa é de que 300 mil turistas visitem locais como Bom Jesus da Lapa, um dos principais destinos de turismo religioso. Serrinha também é um local popular nessa época, isso porque realiza a Procissão do Fogaréu, que foi tombada como Patrimônio Cultural Imaterial da Bahia. Ainda têm celebrações em Monte Santo, Esplanada, entre outras.

No Centro-Oeste do país, a cidade-satélite de Planaltina (DF) promove o espetáculo a Paixão de Cristo, no Morro da Capelinha. A celebração, aclamada na capital federal e região, reúne em média 100 mil pessoas. Em Goiás, a Cidade de Goiás promove a Procissão do Fogaréu, patrimônio imaterial do estado. A apresentação, que simboliza a prisão de Jesus Cristo, traz 40 homens que compõem os farricocos encapuzados andando pelas ruas com tochas acesas e cantos em latim devem atrair mais de 30 mil fiéis. Em Goiânia, a celebração da Paixão de Cristo deve reunir 20 mil pessoas.

Em Minas Gerais, são esperados mais de 300 mil turistas nas diversas localidades do estado. As cidades mineiras são famosas por seus tapetes devocionais, principalmente em Ouro Preto, Mariana, São João Del Rei e Tiradentes. Importante tradição do estado, os tapetes são confeccionados por moradores e turistas na noite do Sábado de Aleluia e madrugada do Domingo de Páscoa e embelezam o trajeto da Procissão da Ressurreição.

TURISMO RELIGIOSO – No Brasil, o turismo religioso é responsável por movimentar anualmente R$ 15 bilhões na economia. Dos mais de 300 municípios brasileiros que possuem atrativos diversos do segmento, 96 dispõem de calendário com eventos exclusivos.

Anualmente são realizadas 8,1 milhões de viagens domésticas movidas pela fé (turistas, sem contar excursionistas). Ao somar com os excursionistas, chega-se a 18 milhões de viagens com essa motivação. Em relação aos turistas internacionais que procuram o Brasil com fins religiosos, este número é de aproximadamente 50 mil ao ano.

BOLETIM – O Ministério do Turismo dispõe de um boletim com informações sobre o turismo religioso no país. O documento possui informações qualificadas e detalhadas sobre o segmento, como, por exemplo, o mapeamento por Unidade da Federação dos principais destinos brasileiros, seus atrativos, eventos por mês, assim como as religiões relacionadas a essas práticas e espaços sagrados.

Por Victor Maciel

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *