24 de maio de 2024
ArtigosNoticia e políticaSaúde e comportamento

Progresso tecnológico dos laudos médicos audiovisuais: quais são os principais benefícios?

Laudos audiovisuais podem ser emitidos por telerradiologia e resultam em benefícios aos profissionais da saúde e pacientes devido à personalização.

O laudo médico é um documento indispensável ao encaminhamento do tratamento do paciente, sendo utilizado tanto para diagnóstico como para monitoramento de patologias.

Essa área da radiologia auxilia diferentes especialistas, usada em ortopedia, cardiologia, neurologia, ginecologia, urologia, reumatologia etc. 

Atualmente, a área médica está vivenciando diferentes transformações motivadas pelo progresso tecnológico, como a telerradiologia, telecomando e laudos audiovisuais.

A seguir, entenda as especificidades dos laudos médicos audiovisuais, seus diferenciais e benefícios.

O que são os laudos audiovisuais?

Os laudos médicos tradicionais podem ser emitidos localmente, aonde o exame é realizado, ou a distância por meio da telerradiologia.

O médico radiologista analisa as imagens radiológicas disponíveis, que podem ser coletadas por raios-x, tomografia computadorizada, ressonância magnética e outros, e redige os achados.

Assim, o laudo médico tradicional é um documento escrito que pretende traduzir os achados encontrados no exame de imagem.

São inseridas informações como tipo de exame radiológico, método (como se com uso de contraste ou não), descrição com valores, achados anormais e hipótese diagnóstica.

Já os laudos médicos audiovisuais viabilizados pelo progresso técnico são consideravelmente diferentes desse modelo convencional escrito.

Os laudos audiovisuais unem narração e vídeo com apresentação das imagens referentes aos principais achados médicos no exame radiológico.

Com isso, trata-se de um “documento” em vídeo pelo qual o médico solicitante e o paciente têm um descritivo dos achados que acompanham as imagens, facilitando a compreensão do caso, especialmente em quadros de alta complexidade que demandariam extensa redação no laudo tradicional.

Em geral, os laudos audiovisuais têm cerca de 2 minutos de duração para haver a apresentação das mesmas informações que um laudo redigido, mas com o diferencial de unir descrição com imagem relacionada.

Quais são os principais benefícios dos laudos audiovisuais?

A radiologia é uma área majoritariamente visual, pois o conteúdo das imagens radiológicas é o que determina o encaminhamento dos casos.

Os laudos audiovisuais levam em conta essa centralidade da imagem nessa área e é daí que vêm os principais benefícios da opção. Conheça mais a Seguir.

Aumento da praticidade

Os laudos audiovisuais são mais práticos para os especialistas, pois consistem na onvergência, em vídeo, de áudio e imagem para facilitar a explicação sobre o caso.

Ele também permite, por exemplo, o resgate de exames prévios para o caso de pacientes que recorrem aos exames radiológicos a fim de monitorar a evolução/regressão de uma patologia, como um câncer.

Com isso, há mais praticidade na assistência e acompanhamento médico com o recurso dos laudos audiovisuais.

Investimento no relacionamento com o médico solicitante

No caso dos laudos tradicionais, nos quais os achados clínicos são descritos no documento, é muito comum que o médico solicitante tenha que recorrer às imagens radiológicas para conferir informações ou avaliar a complexidade dos casos.

Com isso, há uma demora maior na prestação da assistência médica ao paciente e maior trabalho para o médico, que precisa acessar o software de imagens radiológicas, solicitar as imagens do caso ou mesmo ter à disposição apenas uma versão impressa em qualidade mediana.

O laudo audiovisual, ao disponibilizar as imagens radiológicas em conjunto com a narração dos achados, facilita o trabalho do médico solicitante.

Melhor compreensão de laudos complexos

Existem diferentes contextos nos quais os laudos audiovisuais são benéficos ao acompanhamento médico do paciente, mas ele ganha ainda mais relevância em casos complexos.

Quando uma alteração relevante é identificada no exame radiológico, o médico radiologista precisa descrever em detalhes esse achado para que seja compreensível ao médico solicitante.

O resultado é um laudo com textos longos e, muitas vezes, confusos, devido ao excesso de informações que precisam ser apresentadas sem recursos adicionais além da escrita.

Nos laudos audiovisuais, esse detalhadamente do quadro é facilitado por reunir dois recursos simultaneamente, o áudio descritivo com as imagens que complementam a explicação e  permitem a melhor compreensão.

Nesse mesmo sentido, por ser um formato mais didático, o audiovisual também favorece o entendimento do próprio paciente, o que beneficia o envolvimento dele no processo terapêutico.

Entrega rápida e personalizada

Diferentemente do que é pensado por muitas pessoas, a emissão dos laudos audiovisuais não é demorada em comparação com a emissão de laudos escritos.

Com as ferramentas certas, o médico radiologista consegue rapidamente fazer a análise das imagens radiológicas e narrar seus achados com qualidade de áudio e vídeo.

Trata-se assim de uma entrega mais personalizada, pois considera sempre as particularidades do caso, não sendo um modelo pré-pronto.

Quais os desafios na ampla utilização dos laudos audiovisuais?

Apesar dos múltiplos benefícios de optar pelos laudos audiovisuais, ainda não é uma solução amplamente difundida. Entre os desafios destacam-se:

  •  limitação técnica de algumas instituições de saúde e radiologia que não

contém os equipamentos e ferramentas necessárias;

  •  falta de profissionais qualificados para emissão desse tipo de laudo;

 resistência de algumas instituições à modernização dos processos.

Mesmo com a consideração dessas questões, os laudos médicos audiovisuais são cada vez mais comuns, inclusive por meio da telerradiologia, pela qual é possível contar com uma infraestrutura e profissionais externos para emissão desse tipo de laudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *