26 de maio de 2024
Noticia e políticaSaúde e comportamento

Secretaria da Saúde de Goiás alerta para a transição, com dengue diminuindo e gripe aumentando

Em entrevista nessa quinta-feira (25), a superintendente de Vigilância de Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Flúvia Amorim, disse que Goiás está vivendo um momento de transição, com a diminuição dos casos de dengue, mas o aumento dos de influenza, constatação verificada nos números da procura por tratamento. Informou que se observa uma queda no número de casos da dengue, mas ainda não no de internações e esse é um momento que merece atenção especial por todos os gestores de saúde e também por toda a população.

Alertou que estamos num período de transição da sazonalidade de doenças, saindo da sazonalidade da dengue e entrando na das doenças respiratórias e apelou para que as pessoas procurem se vacinar também contra a influenza. Flúvia informou que está aumentando o número de pessoas internadas com crise respiratória e só 19% da população procurou se vacinar aqui em Goiás e chamou a atenção os extremos da faixa etária, crianças e idosos, e também gestantes e puérperas. “Para essas pessoas a doença pode ser muito grave e os números mostram isso. Por isso, não deixem de se vacinar”, observou.

Ela informou também que Goiás recebeu 158 mil doses da vacina Q-denga e 90% já foram utilizadas, mas há ainda cerca de 10 mil doses que estão disponíveis em 191 municípios. Falou que as informações estão disponibilizadas no site da Secretaria da Saúde, para as pessoas que têm interesse de se vacinar. Lembrou que esse lote da vacina foi liberado para pessoas de 4 anos a 59 anos de idade. Ao final, fez alerta sobre a chikungunya, observando que a única forma de combater é controlando os criadouros do mosquito Aedes aegypti, que é o mesmo que transmite as os vírus da dengue e também da zica.

Por ABC Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *