24 de maio de 2024
Noticia e políticaSaúde e comportamento

Heapa recebe elogios por atendimento de excelência

Claudinei e Ivanilda agradeceram pelo cuidado de excelência que tiveram durante o período que estiveram internados no Heapa

Ficar internado dentro de um hospital ou acompanhar alguém enfermo em uma unidade de saúde sempre pode gerar algum tipo de tensão ou insegurança. Mas, ao ter um bom acolhimento desde o primeiro contato entre a equipe médica e o enfermo, a história pode ter final feliz. E teve. No Hospital Estadual de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Heapa), duas famílias elogiaram o atendimento e o acolhimento recebido na unidade, reforçando o compromisso que o hospital tem com cada pessoa que passa pela porta de entrada.

Após sofrer um acidente automobilístico, o paciente Claudinei José da Silva, 48 anos,  ficou internado por 10 dias no Heapa. Ele conta que, mesmo possuindo convênio de saúde, preferiu ser encaminhado e ter a assistência médica que necessitava na unidade. “Eu gostei muito do tratamento que eu recebi no hospital, não tenho nada a reclamar! Desde o trabalho dos médicos, dos enfermeiros, de todo mundo aqui, eu só estou indo embora porque eu preciso mesmo, por causa dos cuidados que eu vou precisar após a minha alta médica. Mas se não fosse por isso eu não queria ter que ir embora”, disse o motorista.

Para poder acompanhar a cirurgia do marido Rosalvo de Andrade, de 85 anos, as equipes de Enfermagem e Multidisciplinar do Heapa conseguiram liberar a presença da dona Ivanilda Alves que, por ser idosa, não poderia estar com o seu companheiro de vida durante os 30 dias que esteve internado na unidade. “Tudo no controle e compromisso de Deus, dá certo, porque Ele é fiel. Aqui eu ganhei uma família. Só tenho que agradecer a todos que estiveram conosco nesse período. A palavra é gratidão”, frisou a aposentada.

Satisfação – Depoimentos como os de Claudinei e Ivanilda são combustíveis para o Heapa continuar trabalhando com qualidade e compromisso por quem passa pela unidade. Entre os meses de janeiro e dezembro de 2023,  a taxa de satisfação do Heapa foi de 72,39%, onde pacientes e acompanhantes avaliaram suas experiências dentro da unidade. A importância deste reconhecimento e do agradecimento ao trabalho desempenhado pelos colaboradores em suas funções, por parte dos pacientes e acompanhantes, reforça sempre o orgulho e a satisfação de servir a sociedade. 

De janeiro a dezembro, aproximadamente 510 colaboradores foram enaltecidos por pacientes, acompanhantes e familiares que circularam pelo Heapa. “Esses depoimentos que envolvem a humanização vão além do trabalho externo. Acolhemos cada paciente e seu familiar em sua subjetividade e estabelecemos uma relação mais próxima, criando laços verdadeiros, como se fossem uma segunda família. Buscamos entender cada necessidade e não medimos esforços para que cada pedido feito por eles seja realizado”, reforça a diretora geral do Heapa, Flávia Rosemberg.

*Texto e foto: Jornalista Yasmine de Paiva Eliel


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *