24 de maio de 2024
Noticia e políticaSaúde e comportamento

 HEMNSL oferece curso  sobre uso de medicamentos na gestação

O curso faz parte da programação do grupo Gestar Vidas e visa orientar sobre a segurança das gestantes e do feto, uma vez que alguns medicamentos podem estar associados à ocorrência de aborto, prematuridade e malformação fetal

O Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes abriu suas portas, na quinta-feira, dia 2,  para proporcionar às gestantes do grupo Gestar Vidas uma importante orientação sobre o uso de drogas e medicamentos durante a gestação. O curso, realizado pelo setor de Farmácia, teve como palestrante a farmacêutica Fernanda Marinho.

A utilização de medicamentos sempre gera a reflexão sobre seu risco-benefício, e durante a gestação essa ponderação torna-se ainda maior, dada a alta probabilidade de danos associados. Fernanda Marinho, destacando a relevância do papel do farmacêutico na unidade hospitalar, abordou diversos temas essenciais para a saúde das gestantes.

Entre os tópicos discutidos, destacaram-se o manejo de problemas comuns na gestação, como desordens dermatológicas, hipertensão e diabetes gestacional, dor lombar, gripe e tosse, bem como questões ginecológicas. A palestrante enumerou ainda quais medicamentos são seguros para serem utilizados durante a gestação e quais devem ser evitados, visando garantir a segurança tanto da mãe quanto do feto e lembrou: ” O importante é não se automedicar. Todo medicamento que venha a tomar, deve ser conversado com seu médico ou profissional da saúde”. 

Segurança

Este curso forneceu informações valiosas para as gestantes e ressaltou a importância de um pré-natal  adequado durante a gravidez, proporcionando maior tranquilidade e segurança para as futuras mamães.

“Achei muito interessante. Quando sentimos uma dor de cabeça, às vezes queremos tomar um remédio e durante a gestação isso não pode ocorrer “, pontuou Raellen Lopes, de 18 anos e 22 semanas de gestação, a espera se seu primeiro filho. 

“Temos que tomar muito cuidado. Não tomar bebida alcoólica, nem ingerir nada que nos prejudiquem ou nosso bebê. Com as orientações recebidas, me sinto mais segura”, analisou Tainara Reis, de 29 anos. Com 38 semanas de gravidez, ela espera seu segundo filho.  

Marilane  Correntino (texto e fotos) 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *