24 de maio de 2024
Noticia e políticaSaúde e comportamento

HEMU promove treinamento sobre Gerenciamento de Risco

A capacitação visa auxiliar os profissionais para que estejam sempre a um passo à frente de possíveis eventualidades

O Hospital Estadual da Mulher Dr. Jurandir do Nascimento (Hemu), por meio do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP), promoveu, no dia 3 de maio, um treinamento focado no Gerenciamento de Risco. A diretora técnica da unidade, Cristiane Carvalho, iniciou o evento destacando a presença maciça de gestores e profissionais da assistência, que lotaram o auditório.

O treinamento foi conduzido pela gerente assistencial, enfermeira Fernanda Suassuna, e pela enfermeira do NQSP, Lílian Fernandes. Ambas abordaram a importância do gerenciamento de risco como medidas de controle e prevenção para evitar situações de perigo ou erro, especialmente em instituições de saúde, onde uma falha pode ter consequências graves, até mesmo fatais, para os pacientes.

Dados do Anuário da Segurança Assistencial Hospitalar no Brasil de 2016, do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), revelaram que em média 829 brasileiros morriam diariamente em hospitais devido a erros e falhas evitáveis. Esses erros tornaram-se a segunda maior causa de morte no país. Fernanda e Lílian enfatizaram a importância da identificação e gestão de riscos dentro da unidade de saúde, incluindo riscos de prolongamento e estado nutricional.

Durante o treinamento, foram apresentadas as ferramentas disponíveis no hospital para o gerenciamento de risco, incluindo as escalas de Morse, Braden e Mews, esta última sendo implantada especialmente para gestantes de alto risco. Lílian ressaltou a necessidade de notificação de todos os incidentes envolvendo pacientes no sistema Qualiex.

Michele Silveira, gerente de Qualidade Corporativa do Instituto de Gestão e Humanização (IGH) em Goiás, enfatizou que a qualidade deve ser um requisito básico na saúde, destacando a importância do gerenciamento de risco ser implementado de cima para baixo, com comprometimento e envolvimento de toda a instituição.

O evento foi concluído com a exibição de um vídeo ilustrando os perigos de erros em instituições de saúde, proporcionando uma reflexão sobre a importância do gerenciamento de risco para a segurança dos pacientes.

Marilane Correntino (texto e fotos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *