20 de julho de 2024

PORTAL NOSSO GOIÁS NOTÍCIAS

Portal de Conteúdos e Notícias

EmpresasMeio ambienteNoticia e política

Distrito Agroindustrial de Anápolis: empresas podem adotar nascentes do Daia

Na região onde se encontra o distrito e a Bacia do Rio Caldas estão catalogadas aproximadamente 22 nascentes

A recuperação de nascentes vai contribuir para o aumento do fluxo de água que alimenta o Rio Caldas, que passa pelo Daia (foto: divulgação)

Empresas do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) interessadas em aumentar seu ativo ambiental têm no programa Adote uma Nascente, da Prefeitura de Anápolis, uma oportunidade de participar da proteção dos recursos hídricos e bacias hidrográficas da região. 

O programa, instituído pelo Decreto nº 48.253, de 5 de outubro de 2022, e pela Instrução Normativa 01/2023, visa a participação da sociedade civil na proteção das nascentes dos rios do município, sendo que a adesão é voluntária e pode ser feita por órgãos e entidades públicas ou privadas, e indivíduos, pessoas físicas ou jurídicas.

Aqueles que possuem uma ou mais nascentes identificadas pelo programa em sua propriedade e decidam participar do programa se tornam colaboradores proprietários. O programa instituiu também o colaborador contribuinte, pessoa física ou jurídica disposta a colaborar, de forma voluntária, com recursos financeiros, serviços ou doação de materiais para a manutenção de uma ou de um conjunto de nascentes cadastradas ou para a manutenção do programa.

De acordo com os dados cartográficos do Sistema de Informações Geográficas Ambientais do Estado de Goiás (Siga), da Secretaria de Meio Ambiente do estado, na região onde se encontra o Daia e a Bacia do Rio Caldas estão catalogadas aproximadamente 22 nascentes.

A empresa Brainfarma, subsidiária do Grupo Hypera Pharma, adotou uma das nascentes localizadas no Daia e as obras já começaram. A empresa vai investir R$ 4 milhões no projeto que vai recuperar uma área de 15.558m², o que equivale a mais de dois campos de futebol. A empresa irá reflorestar as margens da nascente do Rio Caldas, que fica dentro do Daia.

A própria Codego se encontra com tratativas com a Prefeitura de Anápolis para também aderir ao programa e pretende estimular a adesão das demais indústrias instaladas no Daia e proprietários de áreas rurais na região da Bacia do Rio Caldas, pois essas nascentes refletem diretamente na produção de água do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) do distrito, que abastece as empresas do Daia e parte da população de Anápolis. “Além disso, a água é um recurso natural de altíssimo valor econômico, estratégico e social, já que todos os setores de atividades humanas necessitam dela para desempenhar sua função”, observa Alcestes Netto, diretor Técnico da Codego.  

Os interessados em aderir ao programa devem preencher formulário de requerimento junto ao protocolo da Secretaria Municipal de Obras, Meio Ambiente e Serviços Urbanos de Anápolis. Após a análise do requerimento será iniciada a entrega de toda a documentação exigida pela secretaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *